Pravda.ru

Notícias » Ciência


Marrocos é o principal destino de investimento em África em 2017

28.03.2018 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 
Marrocos é o principal destino de investimento em África em 2017. 28478.jpeg

Marrocos é o principal destino de investimento em África em 2017

  • O Laboratório de Pesquisa da Quantum Global lança o novo índice de Investimento Africano 2018
  • Os cinco principais destinos de investimento atraíram um IDE líquido de US $12,8 bilhões em 2016
  • Egipto, Argélia, Botswana e Costa do Marfim entre os cinco principais destinos de investimento

Abidjan, Cote d'Ivoire, 26 de Março de 2018 - Marrocos é a economia mais atraente para investimentos com destino ao continente africano, de acordo com o Índice de Investimento Africano (AII), recentemente produzido pelo Laboratório de pesquisa da Quantum Global.

De acordo com a AII, Marrocos ocupa o primeiro lugar no Índice devido ao seu sólido crescimento económico, posicionamento geográfico estratégico, aumento do nível de investimento estrangeiro directo, níveis de dívida externa, factores de capital social e ambiente de negócio favorável.

O Prof. Mthuli Ncube, Director Administrativo do Laboratório de Pesquisas Globais da Quantum, comentou:

"Apesar das melhorias na produção e nos preços do petróleo, as economias africanas têm virado a sua atenção na diversificação económica de forma a estimular o desenvolvimento industrial e atrair investimentos em sectores estratégicos do sector não-petrolífero. Marrocos tem sido consistente em atrair um fluxo interno de capital estrangeiro, especificamente nos sectores bancário, de turismo e energia e através do desenvolvimento da industrial".

Top 10 Melhores e Piores Países

Posição Top 10 Melhores Top 10 Piores

1 Marrocos República Centro Africana

2 Egipto Libéria

3 Algéria Somália

4 Botswana Eritreia

5 Costa do Marfim Guiné Equatorial

6 África do Sul Gâmbia

7 Etiópia Serra Leoa

8 Zâmbia Guiné

9 Quénia São Tomé & Príncipe

10 Senegal Zimbabwe

De acordo com recentes dados do Centro de Controlo Cambial Marroquino, Marrocos atraiu quase USD $2,57 bilhões de investimentos estrangeiros directo (IED) em 2017, acima dos 12% em relação a 2016. O país é visto como um dos melhores mercados emergentes para investimento externo. Os investidores internacionais têm olhado para uma ampla gama de sectores para investimentos incluindo áreas como energia, infraestrutura, turismo, TIC, entre outros.

De acordo com a AII, os cinco principais destinos de investimento em África atraíram um IDE total de USD $12,8 bilhões em 2016. A Costa do Marfim ocupa o 5º lugar, sendo a economia que mais cresce em África e posiciona-se bem em termos de liquidez e factores de risco como taxas de juros real, taxa de risco e conta corrente. Com a melhoria do perfil de risco, combinado com a forte liquidez, o ambiente de negócios, a demografia e o registro de capital social contribuíram para que a Argélia passasse a 3ª posição nesta segunda edição. O Botswana, anteriormente classificado como o principal destino de investimento em África, na primeira edição, ocupa a 4ª melhor pontuação em factores de risco bem como em termos de ambiente de negócio.

O Prof. Ncube comentou ainda: "O contínuo fluxo de IDE continuará a impulsionar o tão necessário capital que irá desenvolver os principais sectores de África de forma a atender à crescente demanda da classe média do continente e dos sectores de produção a fim de criar mais empregos, aumentar o crescimento económico e apoiar a transformação estrutural".

Em termos de melhorias no ranking dos últimos 3 anos, países como a Swazilândia, Angola, Ruanda, Chade, Comores, Seychelles, Sudão do Sul e Serra Leoa registaram mudanças ascendentes, conforme mostrado nos rankings dos últimos três anos da AII.

Nota ao editor:

O AII é criada a partir dos indicadores macroeconómicos e financeiros e dos Indicadores de Facilidade em Fazer Negócios (DBI) do Grupo do Banco Mundial. O DBI classifica os países em termos de um ambiente regulatório propício para a operação de negócios. O AII concentra-se em 5 pilares ou factores de uma gama mais ampla de indicadores de investimento, que incluem a participação do investimento doméstico no PIB, a participação do registro líquido de IED, a taxa de crescimento do PIB, o factor de crescimento do PIB, taxa de juros real, a diferença do crescimento do agregado monetário para as taxas de crescimento do PIB, diferencial de inflação, classificação de crédito, cobertura de importações, participação da dívida externa do país no RNB, conta corrente, facilidade em fazer negócios e tamanho da população do país (Figura 1). Os indicadores do AII baseiam-se em dados secundários recolhidos a partir dos Indicadores de Desenvolvimento do Banco Mundial, Perspectivas Económicas Mundiais do FMI, Centro de Dados da UNCTAD e estimativas próprias.

O AII é uma combinação da classificação do indicador individual em um único ranking numérico. O mesmo calcula a média dos rankings de indicadores macroeconómicos e financeiros do país nos cinco diferentes factores. Cada indicador e, portanto, os factores, recebe um peso igual. A sua pontuação média é então calculada para produzir a pontuação média total, que é, consequentemente, classificada de 1 a 54. Quanto maior o valor da classificação, menor o clima de investimento empresarial implícito.

De forma a produzir uma pontuação de índice que capte os aspectos de mudança de médio prazo, a classificação de cada país é dimensionada em relação a um valor de referência (ou seja, a classificação média dos últimos 3 anos). Além da medição pretendida, essa abordagem nos permite evitar períodos de mudanças estruturais (que podem comprometer o índice) que podem estar presentes em um intervalo de tempo maior, independentemente de considerarmos uma mudança de um valor médio de referência ou um período de referência histórico.

Sobre a Quantum Global:

Quantum Global é um grupo internacional de empresas que operam nas áreas de investimentos em private equity, gestão de investimentos bem como na pesquisa macroeconómica e modelagem econométrica. O sector de private equity da Quantum Global gere uma família de fundos destinados ao investimento directo em África nos sectores da Agricultura, Saúde, Hotelaria, Infraestrutura, Mineração e Silvicultura bem como um fundo de acções estruturadas. A nossa equipa combina um sólido histórico e experiência comprovada para identificar e executar oportunidades de investimentos exclusivos com o foco em África. A Quantum Global trabalha em estreita parceria com os principais stakeholders para maximizar o valor do investimento e dos retornos através de uma gestão activa e criação de valor. Para mais informações visite: www.quantumglobalgroup.com

Foto By M. Rais - Own work, CC BY-SA 3.0, https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=18834928

 

 
8521
Loading. Please wait...

Fotos popular