Pravda.ru

Notícias » Ciência


Brasil: Desnutrição infantil cai 62% entre 2003 e 2008

23.06.2010 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

Um dos principais motivos da diminuição da desnutrição infantil é a ampliação da cobertura do Programa Saúde da Família, responsável pela atenção básica da população


A taxa de desnutrição (baixo peso) em crianças menores de cinco anos no Brasil caiu de 12,5%, em 2003, para 4,8%, em 2008 – uma queda de 62%. A diarreia aguda, uma das maiores causas de mortalidade infantil, que havia causado 2.913 óbitos em 2003, fechou o ano de 2008 com 1.410 mortes – registrando uma redução de 51,6%, segundo dados do Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional do Ministério da Saúde.

Atualmente, mais de 20 mil unidades básicas (específicas para família e postos de saúde) acompanham as condições alimentares dos brasileiros. São atendidas 6,7 milhões de famílias em situação de vulnerabilidade socioeconômica. O monitoramento nutricional e a redução da mortalidade infantil vai ao encontro dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM), estabelecidos pela Organização das Nações Unidas (ONU).


É a partir da antropometria (avaliação de peso e altura) que se verifica como está o consumo de alimentos entre as crianças e quais são as principais carências nutricionais. Para combater a desnutrição, o SUS disponibiliza gratuitamente suplementos alimentares à população.


“Os suplementos garantem o nível adequado de nutrientes, mantendo o peso das crianças dentro de padrões recomendados pela Organização Mundial da Saúde”, explica a coordenadora de Alimentação e Nutrição do MS, Ana Beatriz Vasconcelos. Ela destaca que a Política Nacional de Alimentação e Nutrição (PNAN) promove efetivamente maiores cuidados com a alimentação do brasileiro por meio das Equipes da Saúde da Família (ESF) ou nos postos de saúde.


Programa Saúde da Família - Um dos principais motivos da diminuição da desnutrição infantil é a ampliação da cobertura do Programa Saúde da Família, responsável pela atenção básica da população.


O Programa Saúde da Família é uma importante ferramenta para o diagnostico nutricional da população, incluindo as crianças. São 30.782 equipes, agindo em 5.268 municípios, dando cobertura para 97,3 milhões de pessoas. O diagnóstico nutricional é o instrumento primário para identificar qualquer distúrbio na nutrição dos indivíduos. Estas equipes estão em contato direto e permanente com a comunidade e conhecem o perfil e as carências dela.


O diagnóstico é a primeira etapa para qualquer intervenção. As ações adotadas podem ir desde o encaminhamento dos pacientes para uma atenção especializada, a prescrição medicamentosa, ou a complementação alimentar. “O combate à desnutrição de crianças é imprescindível tanto para erradicar a fome quanto para diminuir a mortalidade infantil”, avalia Ana Beatriz Vasconcelos. Por isso, esses dois ODMs devem ser alcançados antes do prazo estipulado pela ONU.

Objetivos de Desenvolvimento do Milênio
Há 10 anos, os 191 países da Organização das Nações Unidas (ONU), inclusive o Brasil, assinaram um compromisso de melhorar a qualidade de vida da população mundial. Para isso, estabeleceram oito objetivos a serem seguidos por todas as nações, os chamados Objetivos de Desenvolvimento do Milênio ou ODM. Acabar com a a miséria e a fome e Reduzir em 2/3 a mortalidade de crianças menores de 5 anos são dois deles.

Fonte: SECOM

 
3457
Loading. Please wait...

Fotos popular