Pravda.ru

Notícias » Ciência


Colômbia: De Marquetalia à X Conferência das FARC-EP

18.09.2016 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 
Colômbia: De Marquetalia à X Conferência das FARC-EP. 25113.jpeg

Por Allende La Paz, Cambio Total, 14 setembro 2016.- Os povos fazem a história. Escrevem-na os vitoriosos. A Vitória da Firma do Acordo Final para alcançar a Paz entre as FARC-EP e o governo nacional é precisamente o povo colombiano. É esse povo, então, o que está escrevendo sua própria história no dia a dia de luta por suas mais sentidas reivindicações, as quais têm sido longamente adiadas pela elite no poder.

De Marquetalia ao Plano Colômbia

Com múltiplos artigos os escritores populares, a partir de distintas esquinas, têm demonstrado que as FARC nascem após a agressão de 48 campesinos que tinham suas parcelas numa zona remota conhecida como Marquetalia, Tolima, centro da Colômbia. Num artigo intitulado "De Marquetalia ao Plano Colômbia. A Guerra permanente em Colômbia. Nem um instante de paz" http://www.rebelion.org/noticia.php?id=69465, 

mostrávamos que os colombianos não viveram um instante de Paz desde há 206 anos.

A última fase da guerra desatada pela elite no poder e pelo imperialismo estadunidense foi o Plano Colômbia, no qual mal gastaram mais de 10 bilhões de dólares mais o mal gasto do governo colombiano por conta do imposto sobre a guerra, orçamentado ordinariamente. O governo colombiano dizia muito vaidoso que era "o maior esforço contra a insurgência armada colombiana".

A imprensa oligárquica embutia nos colombianos o conto de que o Plano Colômbia era um Plano para a Paz.

Por exemplo, um analista da revista SEMANA qualificou ao Plano como "Plano Colômbia: um plano para a paz". E deste teor foram as chamadas de todos esses meios burgueses.

 

Do Plano Colômbia à X Conferência das FARC-EP

Não é exagero dizer que o referido Plano Colômbia colheu a mais estrondosa derrota, ao ponto de que hoje lhe deram enterro de terceira categoria e o rebatizaram de "Paz Colômbia".

As FARC-EP enfrentaram, contiveram e superaram o Plano Colômbia apesar dos milhares de milhões mal gastos na Guerra pelo governo colombiano, apesar dos mais de 3.000 assessores estadunidenses e apesar de contar com 50.000 unidades no total.

Muito sangue correu desde o Plano LASO [Latin American Security Operation] até o reconhecimento, resmungando, da derrota de todos os planos implementados pelos diferentes governos oligárquicos. Noutro artigo denominado "A capacidade de luta das FARC-EP" https://cambiototalrevista.blogspot.se/2016/08/sobre-la-capacidad-de-lucha-de-las-farc.htmlassinalamos claramente esta situação. As FARC-EP, como organização insurgente, foram realizando, ao tempo de suas ações político-militares, suas Conferências Nacionais de Guerrilheiros que abordavam pontos nevrálgicos da vida do país, em geral, e da vida guerrilheira, em particular. Assim se sucederam suas Conferências num ambiente de Guerra até chegar à X Conferência Nacional de Guerrilheiros das FARC-EP.

Esta Conferência fariana tem a particularidade de ser convocada pelo Secretariado Nacional para informar o acordado na Mesa de Havana e decidir se a Conferência Nacional de Guerrilheiros aprova o acordado ou o rechaça. Acolhendo-o, as FARC-EP passariam a ser um Partido Político e se transformaria essa X Conferência de Guerrilheiros na I Convenção Nacional do Partido, cujo nome deverá ser decidido pela guerrilheirada.

A primeira particularidade da X Conferência Nacional das FARC-EP é precisamente que se realiza num ambiente de Paz. Basta ver a alegria dos delegados que vão chegando às selvas do Yari para demonstrar o anterior, evidenciadas nas imagens dos diferentes meios de comunicação que também estão chegando a essa zona histórica, tanto de imprensa burguesa como a imprensa internacional e desde logo os meios alternativos.

Isso ratifica a real vontade de Paz das FARC-EP -segunda particularidade-, as quais sabem que a Paz se começa construindo por um fio extremamente tênue -que os "inimigos da Paz" tentarão romper-, o qual irá crescendo em firmeza e magnitude na medida em que o povo colombiano vá cercando o Acordo Final e o vá tornando seu até incorporá-lo ao sentir e viver dos colombianos.

De igual maneira, as FARC-EP, ocorrendo sua transformação em partido político -terceira particularidade-, não terão que começar do zero. Tem toda uma estrutura que funcionará numa ou noutra direção de acordo com a "análise concreta da situação concreta" vá determinando que deve dirigir-se seu acionar. Ademais tem um capital humano forjado nas mais árduas e sacrificadas condições de luta.

É necessário esclarecer que assim como as FARC-EP não foram derrotadas no plano militar, muito menos o serão no plano político [já há "inimigos ocultos da Paz" prognosticando que as derrotarão nas urnas]. Nosso povo tem manifestado seu rechaço ao manejo oligárquico do poder, o qual tem se sustentado na enorme corrupção eleitoral -compra de júris, de registradores regionais, de eleitores mediante o oferecimento de migalhas, retenção de títulos, contubérnio espúrio com bandos narco-paramilitares etc etc-, corrupção que terá que ser enfrentada pelos 10.000 membros que para começar tem o Novo Partido que nasceria das FARC-EP. E mais, estamos certos de que muitas personalidades, acadêmicos, pesquisadores, profissionais, estudantes se somarão ao Novo partido na medida em que vejam que as causas que possibilitaram e perpetuaram a guerra vão sendo superadas.

A X Conferência de Guerrilheiros das FARC-EP dará enterro de quarta categoria à guerra, ao assassinato do adversário como forma de fazer política e começaremos a viver outra época, ainda quando os "inimigos da Paz" ou o Terrorismo de Estado, em seus estertores, estejam provocando a morte de líderes populares valiosíssimos, como todos eles.

Saúde, X Conferência Nacional de Guerrilheiros das FARC-EP! Vosso triunfo é o triunfo do povo!

 

Tradução: Joaquim Lisboa Neto

 

 
7130
Loading. Please wait...

Fotos popular