Pravda.ru

Notícias » Ciência


Dia da Criança Africana

17.06.2016 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 
Dia da Criança Africana. 24544.jpeg

Da juventude Africana aos líderes Africanos: "Vocês devem fazer mais para acabar com conflitos na África"

Resultado de pesquisa pan-africana lançado no Dia da Criança Africana, sob o lema "Conflito e crise em África: A proteção dos direitos de todas as crianças"

 GAMBELA (Etiópia) / DACAR / NAIROBI, 16 de Junho de 2016 -   Os líderes africanos não estão fazendo o suficiente para impedir conflitos na África, disseram dois terços de cerca de 86.000 jovens inquiridos em uma consulta por telemóvel, recentemente realizada em nove países africanos.

Utilizando uma ferramenta de mensagens chamada U-Report, a breve pesquisa foi enviada para 1,4 milhões de usuários de telemóveis na Nigéria, Burquina Faso, Mali, Republica Centro-Africana, Senegal, Libéria, Zimbabwe, Camarões e Guine, de 18 de Maio a 1 de Junho de 2016.

Os usuários do U-Report inquiridos, os quais tem normalmente entre 15 e 30 anos de idade, foram convidados a dar o seu parecer sobre conflitos e crises na África através de perguntas de múltipla escolha em seus telemóveis.

Os resultados da pesquisa serão compartilhados com os líderes africanos durante o Dia da Criança Africana, que é comemorado todos os anos em 16 de Junho pela União Africana.

"É tão crucial, e até mesmo urgente que os líderes escutem as vozes da juventude, se deve silenciar as armas até 2020, tal como estabelecido na nossa Agenda 2063. Este é o principal projeto para o qual a juventude também deve reconhecer o seu papel e assumir as suas responsabilidades", disse o Presidente da Comissão da União Africana, Dr. Nkosazana Dlamini Zuma.

Principais conclusões:

 

  • Perguntados se os líderes africanos estão a fazer o suficiente para impedir conflitos e crises na África, dois em cada três dos inquiridos (70 por cento) acreditam que os líderes africanos não estão fazendo o suficiente.

 

  • Quando perguntados por que a África é mais propensa a conflitos do que outras regiões, 56 por cento dos inquiridos acreditam que "políticos lutando pelo poder" é a razão principal, enquanto 19 por cento responderam "desigualdade", 17 por cento disseram "pobreza" e 4 por cento disseram "acesso a comida e água".

 

  • O que os líderes podem fazer para impedir os conflitos? Quase um quarto dos consultados (24 por cento) disseram que uma 'economia forte', enquanto 20 por cento acreditam que países africanos precisam ser mais independentes na 'política externa', 19 por cento disseram que investir em 'boa educação', 14 por cento disseram 'falar uns com os outros', e 9 por cento disseram 'segurança'.

"As vidas de milhões de crianças e suas famílias estão sendo interrompidas, reviradas ou destruídas por conflitos todos os anos na África", disse Manuel Fontaine, Director Regional do UNICEF para África Ocidental e Central. "Esta consulta reafirma o direito de cada criança a ser ouvida e dá à juventude africana uma oportunidade de expressar suas esperanças para o futuro do seu continente".

Crises humanitárias na África continuam a ultrapassar fronteiras nos últimos anos, com crianças e famílias cada vez mais em movimento. Mais de 1,2 milhões de pessoas estão enfrentando insegurança na República Centro-Africana devido a uma crise complexa humanitária e de protecção que se espalhou para países vizinhos. Cerca de 1,3 milhões de crianças foram deslocadas pela violência ligada à insurgência do Boko Haram em Camarões, Chade, Níger e Nigéria. Dois anos após o início do conflito no Sudão do Sul, cerca de 2,4 milhões de pessoas fugiram de suas casas, incluindo 721.000 que vivem como refugiados.

U-Report é uma ferramenta de mensagens sociais disponível em 23 países, incluindo 15 países Africanos, permitindo aos utilizadores responder pesquisas, assinalar problemas e trabalhar como agentes de mudança positiva em nome do povo do seu país. Uma vez que alguém adere ao U-Report, pesquisas de opinião e alertas são enviadas ao usuário através de mensagens instantâneas, e respostas são colectadas em tempo real e mapeadas em um site, onde resultados e ideias são compartilhados com a comunidade.

 

Para mais informações sobre U-Report:

 

Sobre o UNICEF

O UNICEF promove os direitos e o bem-estar de cada criança em tudo o que faz. Com seus parceiros, trabalha em 190 países e territórios para transformar esse compromisso em ações concretas que beneficiem todas as crianças, em qualquer parte do mundo, concentrando especialmente seus esforços para chegar às crianças mais vulneráveis e excluídas.

 

 
5820
Loading. Please wait...

Fotos popular