Pravda.ru

Notícias » Ciência


As Universidades portuguesas no U-Multirank europeu‏

16.05.2014 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 
As Universidades portuguesas no U-Multirank europeu‏. 20324.jpeg

O U-Multirank (http://www.u-multirank.eu) é um projeto de caraterização de Instituições de Ensino Superior financiado pela Comissão Europeia e coordenado pelo Centre for Higher Education (CHE) e pelo Center for Higher Education Policy Studies (CHEPS) da Universidade de Twente. É um instrumento de classificação orientado para o utilizador (candidatos ao ensino superior, professores e estudantes, empresários e investidores, público em geral) que está estruturado em cinco áreas chave: Teaching & Learning, Research, Knowledge Transfer, International Orientation e Regional Engagement. Tanto a UL como a UTL participaram na fase piloto do projeto desde 2011. Os resultados agora divulgados referem-se à fase final desse estudo piloto.

A partir de 2014 o ranking terá uma frequência anual, pretendendo-se entretanto validar os critérios em ensaio, de acordo com métricas de referencia internacionais e que permitam no futuro dispor de um ranking originado na Europa mas de impacto global, alternativo aos actuais rankings e métricas polinucleadas.

Os resultados agora divulgados referem-se à recolha de dados que decorreu entre julho e dezembro de 2013, dividida em três fases: (1) um inquérito institucional à universidade, (2) um inquérito dirigido às escolas/departamentos que ministram cursos em quatro áreas de estudo previamente selecionadas pela equipa do CHE/CHEPS (a saber: Business, Physics, Electrical engineering e Mechanical engineering) e (3) um inquérito dirigido aos estudantes destas áreas.

Participaram as seguintes Escolas/Cursos da ULisboa (excluídos os Doutoramentos):

  • Business | ISEG | BA in Management, MSc in Economics and Management of Science, Technology and Innovation, MSc in Human Resources Management, MSc in Management Information Systems, MSc in Management and Industrial Strategy, MSc in Real Estate Management and Valuation, MBA;
  • Physics | FC | MSc Physics, BSc Physics, Biomedical and Biophysics Engineering (MI), Engineering Physics (MI);
  • Physics | IST | Physics Engineering (MI);
  • Electrical engineering | IST | Electronics Engineering (MSc), Electronics Engineering (BSc), Electrical and Computer Engineering (MI), Telecommunications and Informatics Engineering (BSc), Telecommunications and Informatics Engineering (MSc);
  • Mechanical engineering | IST | Aerospace Engineering (MI), Naval Architecture and Marine Engineering (BSc), Naval Architecture and Marine Engineering (MSc), Energy Engineering and Management (MSc), Mechanical Engineering (MI).

Os resultados agora tornados públicos demonstram o carácter competitivo das Universidades portuguesas em diferentes parâmetros de avaliação, ainda em fase de consolidação metodológica. No entanto, desde já é possível referir o carácter altamente competitivo a nível europeu das áreas de formação das Universidades portuguesas e também da Universidade de Lisboa (ULisboa) associadas a este estudo.

Destacam-se em particular a produtividade científica cuja quantidade e qualidade tem vindo a subir de forma assinalável e desde há vários anos.

A este propósito refira-se, em termos comparativos, a visibilidade da Universidade de Lisboa na componente bibliométrica do U-Multirank 2014, comparando os valores do estudo bibliométrico "CWTS-Leiden Ranking" (http://www.leidenranking.com ) que foi utilizado (estudo bibliométrico de 2013) com os resultados já disponíveis em 2014

 

Merece referencia assinalável também o facto de a ULisboa receber a classificação máxima (A) em vários critérios relevantes, designadamente no importante critério da mobilidade estudantil internacional e nas publicações conjuntas com centros de investigação internacionais.

 

Estes resultados, conjugados com indicadores muito favoráveis na capacidade demonstrada de atração do financiamento privado, reforçam o carácter estratégico das Universidades portuguesas quer para o desenvolvimento do tecido económico nacional, quer para a atração de investimento externo (IDE) em áreas de especialização diferenciada e altamente competitivas a nível internacional.

 

Em 2015 serão incluídas as áreas: Sociology, Psychology, Social work, Computer science e Music (a confirmar).

 

 
5325
Loading. Please wait...

Fotos popular