Pravda.ru

Notícias » Ciência


"Embarcação do Inferno": co-produção A Escola da Noite / Cendrev estreia em Coimbra

12.11.2016 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

"Embarcação do Inferno": co-produção A Escola da Noite / Cendrev estreia em Coimbra
"Embarcação do Inferno" estreia esta quinta-feira em Coimbra, no Teatro da Cerca de São Bernardo. O mais recente espectáculo d'A Escola da Noite é uma co-produção com o Cendrev e assinala os 500 anos da primeira apresentação da mais conhecida peça de Gil Vicente. A par da temporada para o público em geral, haverá sessões para escolas, uma oficina para professores e uma conferência na Biblioteca-Geral da Universidade de Coimbra, num programa que se estende até 4 de Dezembro.
Ainda esta semana, o TCSB será palco de mais uma sessão do Clube de Leitura Teatral e do terceiro momento do ciclo "Diabruras e outras artes para meninos que são uns anjos", com a oficina de teatro dirigida por Maria João Robalo.


Com a estreia em Coimbra marcada para a próxima quinta-feira, dia 10 de Novembro, "Embarcação do Inferno", de Gil Vicente, tem encenação dos directores artísticos das duas companhias e junta em palco oito actores dos dois grupos (e alguns bonecos): Ana Meira, Jorge Baião, José Russo, Rosário Gonzaga e Rui Nuno (Cendrev) e Igor Lebreaud, Maria João Robalo e Miguel Magalhães (A Escola da Noite).
No ano em que se comemoram os 500 anos da primeira apresentação do "Auto de Moralidade da Embarcação do Inferno", também conhecido como "Auto da Barca do Inferno", A Escola da Noite e o Cendrev decidiram montar o mais conhecido texto vicentino, assumindo a vontade de celebrar com o público este momento fundador do Teatro português. O espectáculo é um convite ao público para que volte a olhar para a peça e a confrontar-se com tudo o que ela continua a ter para nos oferecer, cinco séculos depois. No programa do espectáculo, José Augusto Cardoso Bernardes, consultor científico do projecto, afirma: "pela mão qualificada, segura e inventiva da Escola da Noite e do Centro Dramático de Évora, ficamos em condições de problematizar temas de sempre: Morte e Vida, Mal e Bem, Ter e Poder. E, para tal, nem sequer precisamos de sair completamente do século XXI. Com os pés assentes no nosso tempo, bastará alongar o ouvido e apurar a visão para escutar a sensibilidade e a moral de um outro tempo que, afinal, não está ainda tão afastado de nós como pode parecer."
Como é marca habitual das duas companhias, o espectáculo apresenta o texto na íntegra e na versão original, com uma abordagem cénica contemporânea. Da equipa artística do espectáculo fazem ainda parte João Mendes Ribeiro e Luísa Bebiano (cenografia), Ana Rosa Assunção (figurinos e bonecos), António Rebocho (luz) e Luís Pedro Madeira (música).

Espectáculos para escolas e programação associada
Integrado num projecto de intervenção mais vasto (que continuará ao longo do próximo ano), o espectáculo é acompanhado de um conjunto de actividades paralelas, como exposições, conferências, mesas-redondas e oficinas. Durante a temporada em Coimbra estão previstas 11 sessões especiais para o público escolar (entre 16 de Novembro e 2 de Dezembro), uma oficina para professores sobre o teatro vicentino (24 a 26 de Novembro) e ainda a conferência "Gil Vicente no seu tempo e no nosso tempo", por José Augusto Cardoso Bernardes, que terá lugar na Sala de São Pedro da Biblioteca-Geral da Universidade de Coimbra, a 17 de Novembro.

"Diabos brincantes"
Os Sábados para a infância no TCSB associaram-se igualmente ao "clima diabólico" que por estes dias domina o Teatro onde A Escola da Noite é companhia residente. O terceiro momento do ciclo "Diabruras e outras artes para meninos que são uns anjos" é a oficina de teatro "Diabos Brincantes", dirigida pela actriz Maria João Robalo. Destina-se a crianças entre os 5 e os 10 anos e promete muita brincadeira: os miúdos vão poder experimentar figurinos e adereços, correr no palco e ouvir e contar pequenas histórias. No final, será gravada em vídeo uma brevíssima "apresentação", apenas para poder partilhar com a família e com o público no dia de encerramento do ciclo, a 8 de Dezembro. A sessão dura aproximadamente 90 minutos e inclui uma visita ao Teatro da Cerca de São Bernardo, à descoberta dos cantos mais escondidos.

Peça de Juan Mayorga no Clube de Leitura Teatral
A 8 de Novembro, terça-feira, a actriz Sofia Lobo dirige a leitura da peça "O Cartógrafo. Varsóvia, 1: 400.000", de Juan Mayorga, no âmbito de mais uma sessão do Clube de Leitura Teatral, organizado em parceria pelo TAGV e pel'A Escola da Noite. Mayorga é um dos nomes mais importantes da dramaturgia espanhola contemporânea e autor, entre várias outras peças, da obra "Animais Nocturnos", que A Escola da Noite estreou em Dezembro de 2011. A versão de "O Cartógrafo" que vai ser lida é uma tradução feita pela própria Sofia Lobo, propositadamente para esta sessão. Como habitualmente, a participação na leitura é aberta ao público em geral, bastando para tal fazer a inscrição prévia, a partir do e-mail clube.leitura.teatral@gmail.com.

 

 
6591
Loading. Please wait...

Fotos popular