Pravda.ru

Notícias » Ciência


Cientistas norte-americanos definem o estatuto do Plutão como planeta

04.09.2006 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 
Cientistas norte-americanos definem o estatuto do Plutão como planeta

Os  cientistas norte-americanos contestaram hoje a recente decisão da União Astronómica Internacional de retirar a Plutão o seu estatuto de planeta, numa petição que rejeita a nova definição do que é um planeta.
A decisão, tomada a 24 de Agosto, provocou uma onda de debate sobre o estatuto de Plutão, no limite do nosso sistema solar.

Alan Stern, organizador da petição,  assinalada por  300 cientistas ,denuncia que a decisão da União Astronómica foi motivada por questões políticas e não científicas.

A União “pode dizer que o céu é verde todo o dia mas isso não o torna verdade”, comentou Stern, um cientista do Southwest Research Institute em Boulder, no Colorado.

O cientista acrescenta que a União “criou uma definição tecnicamente inflacionada (...) e cientificamente embaraçosa”.

Segundo Stern, os 300 cientistas que assinaram a petição ,garantem que não vão usar a definição da União Astronómica e adiantou que estão a organizar uma conferência para 2007 para encontrar uma definição melhor.

Plutão foi considerado o nono planeta do sistema solar desde que foi descrito, em 1930. Agora, os planetas do sistema solar são Mercúrio, Vénus, Terra, Marte, Júpiter, Saturno, Urano e Neptuno. Plutão passou a ser considerado um planeta anão.

Segundo a nova definição, para que um corpo celestial possa ser considerado um planeta deve orbitar em torno de uma estrela, ter massa suficiente para ter gravidade própria e assumir uma forma arredondada e ser dominante na órbita. Esta última norma foi determinante para desclassificar Plutão, que até se cruza com o "vizinho" Neptuno na sua órbita em torno do Sol.

 Com Reuters

 
1836
Loading. Please wait...

Fotos popular