Pravda.ru

Notícias » Ciência


Tuberculose começa a ser vencida

01.04.2009 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

O Brasil melhorou duas posições no ranking dos 22 países com maior número de casos de tuberculose no mundo, passando da 16ª posição, no ano passado, para a 18ª este ano, segundo o Informe da Organização Mundial da Saúde (OMS). A divulgação ocorreu no último dia 24, durante o 3º Fórum de Parceiros Stop TB, no Rio de Janeiro. “A situação do Brasil claramente melhorou. Se o país continuar nesse ritmo, em cinco anos estará fora da lista dos 22 países com maior número de casos”, disse o diretor da OMS Mario Raviglione, durante coletiva de imprensa para divulgar o relatório.


De acordo com Raviglione, ainda há muito trabalho a ser feito. “É importante manter os investimentos, o tratamento e a prevenção, assim como o Brasil fez no controle da Aids, área em que o país tem um programa exemplar”, disse, lembrando, em seguida, a importância de ações conjuntas dos dois programas nacionais, uma vez que os portadores de HIV fazem parte de uma das populações mais vulneráveis à tuberculose.


Meta - O coordenador geral do Programa Nacional de Controle da Tuberculose do Ministério da Saúde, Draurio Barreira, confirmou que a meta do governo brasileiro é sair o mais rápido possível da lista dos 22 países com mais alta carga da doença. “Nos últimos três anos, o Brasil está melhorando no ranking. Perdemos quatro posições nesse período – e perder neste caso é bom”, disse Barreira.


O diretor executivo do Fundo Global contra a Aids, a Tuberculose e a Malária, Michel Kazatchkine, elogiou a postura do ministro da Saúde no Brasil, José Gomes Temporão, que declarou durante a abertura do Stop TB que o orçamento para a saúde no país será mantido independente de crise. Somente em 2008, foram investidos cerca de US$ 70 milhões no controle da tuberculose.


Em 2003, o combate à tuberculose foi incluído entre as prioridades do Ministério da Saúde. Desde então, registra-se uma queda média de 1,6% ao ano na incidência. A meta nacional é chegar a 2011 com, no máximo, 70 mil novos casos. E, até 2015, reduzir pela metade a taxa registrada nos anos 1990, que teve em média 80 mil novos casos.


Tratamento - Todos os pacientes com tuberculose têm acesso ao tratamento na rede pública (consultas, exames, medicação, internação). O Ministério da Saúde também vem expandindo o Tratamento Supervisionado, que já tem cobertura de 86% na rede pública dos 315 municípios prioritários.


Esse programa consiste em oferecer aos pacientes o monitoramento mais intenso por parte dos profissionais, com o objetivo de garantir que completem o ciclo de tratamento em vez de abandoná-lo antes de estar curado.

 
2722
Loading. Please wait...

Fotos popular