Pravda.ru

Notícias » Federação Russa


Casa das Américas: 60 anos a afirmar a cultura latino-americana

30.04.2019 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 
Casa das Américas: 60 anos a afirmar a cultura latino-americana. 30900.jpeg

Casa das Américas: 60 anos a afirmar a cultura latino-americana

Fundada poucos meses depois do triunfo da revolução em Cuba, esta instituição que potencia e revela a cultura das Américas anunciou um vasto programa para a celebração dos seus 60 anos.

A instituição, fundada por Haydée Santamaría, heroína cubana do assalto ao Quartel Moncada, a 26 de Julho de 1953, e actualmente presidida pelo poeta e ensaísta Roberto Fernández Retamar, constituiu-se, ao longo destas seis décadas, como um marco na cultura do continente, sendo «a que mais fez para que se conhecessem» os seus escritores. E continua «vibrando, latindo, palpitando, vivendo e dando vida», segundo referiu o seu actual presidente.

Em declarações ao diário Granma, Fernández Retamar sublinhou que, nestes 60 anos de existência, a Casa atingiu «um nível apreciável não só a nível nacional, mas também internacionalmente». Sobre os novos desafios da instituição, o mais urgente é «conservar e, se possível, melhorar, as relações culturais com países do subcontinente que vivem uma situação política negativa», disse ainda o intelectual cubano.

Para assinalar esta data redonda, o centro cultural leva a cabo um intenso programa de actividades ao longo do ano, já anunciado. Segundo Retamar, trata-se de homenagear a data de nascimento de um património «que hoje torna mais fortes, mais maduros e, naturalmente, mais unidos os criadores, intelectuais e artistas da nossa América Latina».

Entre outras iniciativas previstas, contam-se os colóquios «La Diversidad Cultural en El Caribe», em Maio; «Negros en las ciudades coloniales de América: subversión, rebeldía y resiliencia», em Junho; «Sobre Latinos en los Estados Unidos», em Outubre; além da Semana de Autor, em Novembro.

Está prevista também a apresentação dos títulos Destino Haydée Santamaría - uma compilação de cartas de intelectuais latino-americanos e caribenhos dedicadas à criadora da sexagenária instituição cultural - e Casa de cuentos para niños, que recolhe relatos incluídos em obras premiadas na categoria de Literatura Infantil e Juvenil do Prémio Literário Casa das Américas.

Exposições, conferências e a presença da entidade em diversas feiras do livro irão completar o programa de actividades previsto para o primeiro semestre do ano, que teve um dos seus momentos mais significativos no concerto dado pelo cantautor Silvio Rodríguez no passado dia 26 na emblemática esquina da «calle tercera y G», no Vedado de Havana, onde se localiza a Casa que é considerada uma cunha do movimento estético-musical da Nova Trova.

Saber transformar-se sem trair os princípios

Num artigo ontem publicado no portal CubaDebate - «La Casa de nuestra América, cada vez más joven en sus 60 abriles» -, dá-se justo destaque aos «60 abris» da Casa, sublinhando o papel importante que teve, na sequência do triunfo revolucionário, na ligação de Cuba à intelectualidade dos países latino-americanos, num contexto político continental contrário a Cuba. «Perante a complexa situação, coube à Casa ser um dos baluartes para impedir o isolamento de Cuba na América Latina», afirma-se.

Outro aspecto importante destacado é a promoção e redescoberta de um «pensamento latino-americanista»: «A importância da Casa e nisso estiveram de acordo todos os seus fundadores foi criar uma instituição capaz de promover e redescobrir um pensamento latino-americanista.»

Num texto que aborda o historial da Casa das Américas, incluindo as épocas em que foi preciso saber resistir a «vendavais» contra-revolucionários, sublinha-se que, embora sujeita a naturais mudanças, a instituição manteve um princípio básico que é «a paixão pela América Latina».

Mais recentemente, a Casa passou a dar atenção a várias investigações relacionadas com os tempos mais actuais, como os Estudos da Mulher, Estudos sobre os Povos Originários e Afro-americanos, Latinos nos Estados Unidos.

«Parte do êxito da Casa é para todo o seu colectivo mover-se nessa dualidade. Continuar a ser fiel a um princípio básico e, ao mesmo tempo, estar a reinventar-se sem o trair», frisa o texto.

 

https://www.abrilabril.pt/internacional/casa-das-americas-60-anos-afirmar-cultura-latino-americana

Foto: https://pt.wikipedia.org/wiki/Casa_de_las_Am%C3%A9ricas#/media/File:Casa_de_las_Am%C3%A9ricas.JPG

 

 
5691

Fotos popular