Pravda.ru

Notícias » Federação Russa


Moscovo acusa Tblissi de relutância de combater extremistas chechenos

27.09.2002 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

O Embaixador da Geórgia na Rússia, Zurab Abachidze, foi convidado, esta sexta-feira, ao Ministério dos Negócios Estrangeiros da Rússia, onde lhe foi formulada uma reclamação a respeito das declarações das autoridades de Tblissi em que se diz que a Geórgia "faz tudo para se livrar da presença dos destacamentos armados ilegais e não põe obstáculos ao seu regresso à Rússia". O MNE russo declarou ao Embaixador georgiano que "tal postura testemunha a relutância de Tbilissi em participar na luta internacional contra o terrorismo e, mais ainda, a pactuação de facto com os bandidos armados que, através da Geórgia têm um corredor para se infiltrar e atacar a Rússia". O Embaixador da Geórgia em Moscovo, Zurab Abachidze, foi chamado, na sexta-feira passada, ao Ministério dos Negócios Estrangeiros da Rússia onde Tblissi foi acusada de falta de desejo de cooperar na luta contra o terrorismo. Segundo uma fonte entrevistada pela RIA "Novosti", foi-lhe apresentada uma reclamação categórica no que concerne às declarações dos representantes oficiais de Tblissi, segundo os quais a Geórgia "faz todo o possível para se livrar da presença dos destacamentos armados ilegais e não faz obstáculos ao seu regresso a Rússia". O MNE da Rússia declarou que tal "posição testemunha tanto a falta de desejo de Tblissi de cooperar com a comunidade internacional na luta contra os terroristas, como a disponibilidade de colaborar com os bandidos armados que passam livremente para o território da Rússia." O MNE assinalou também que as declarações deste género fazem-se exactamente no momento em que foi derrotado um grupo de separatistas e terroristas internacionais na região de povoação Inguche Galachki." Os terroristas capturados já fizeram primeiros depoimentos que comprovam o facto de que o grupo de separatistas chechenos e mercenários estrangeiros, exclusive cidadãos georgianos, realizava um "raid" a partir do desfiladeiro de Pankissi da Geórgia. "A presença de separatistas junto da fronteira georgiano-russa também foi revelada pelos observadores da OSCE",- diz a mesma fonte, entrevistada pela RIA "Novosti" O MNE sublinhou também que a Rússia não pode concordar com as afirmações de Tblissi de que "o seu território tenha sido limpado dos terroristas". Entretanto, os mercenários e separatistas que tinham chegado para a Geórgia por via legal, possuindo vistos georgianos, continuam a penetrar no território da Rússia. Tudo isto está em completa contradição com as resoluções anti-terroristas da ONU, comprovando, mais uma vez, as preocupações legítimas de Moscovo que já foram levadas ao conhecimento da comunidade internacional. Neste contexto, a parte russa "exigiu que as autoridades georgianos tomem medidas inadiáveis para pôr fim às investidas dos terroristas do território da Geórgia ao território da Federação Russa.

© RIAN

 
2882
Loading. Please wait...

Fotos popular