Pravda.ru

Notícias » Federação Russa


Economia Russa em alta

25.12.2009 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

Boas notícias para a economia russa. Novos dados mostram uma tendência positiva inesperada, um excedente orçamental, uma taxa de crescimento três vezes o que era esperado para 2009 e até 5% em 2010, um forte rublo e macro-indicadores econômicos sólidos.

Nota dez de dez para a política do governo russo durante a crise financeira de 2007 a 2009, quando as pressões sem precedentes estavam ameaçando um colapso e quando o fantasma do colapso económico e financeiro no final da década de 90 parecia aparecer.


Não aconteceu. Uma política sensata de contenção da despesa pública, enquanto, ao mesmo tempo, um programa de investimentos astutos (política social) foi mantido, protegendo grandes áreas da economia e postos de trabalho, o que criou um cenário em que a Rússia pode mais uma vez criar um fundo soberano e está olhando para perspectivas de taxas de crescimento surpreendentemente positivas.


Apenas duas semanas depois de o Presidente Dmitry Medvedev, aprovar o orçamento de 2010, o Ministério da Economia apresentou uma revisão positiva da sua previsão. Isso não significa que o orçamento será substancialmente alterado. O que isto significa é que o governo russo será capaz de seguir o seu programa de despesa pública proposta e, ao mesmo tempo, desfrutar de taxas de crescimento mais elevadas do que era esperado, preços de petróleo mais altos, receitas fiscais e indicadores macro-econômicos positivos, permitindo que mais uma vez a Rússia pode constituir um fundo de reserva ou fundo soberano.
Na quinta-feira o Vice-ministro da Economia, Andrei Klepach, declarou em seu discurso para a Duma, que poderá haver uma revisão dos parâmetros do orçamento a partir de Abril de 2010, quando o orçamento de 2011 está sendo preparado.

Business New Europe afirma que para 2010, haverá um excedente orçamental de 1% em vez de um défice de 6,8%, enquanto o Ministério da Economia russo elevou sua previsão de crescimento de 1,6% para 3,1% em 2009 e de acordo com Klepach, um crescimento possível de 5 % em 2010; o Rouble deverá ser 17% mais forte em 2010 do que em 2009.


Andrei Klepach também declarou ontem que a contracção económica registada está a abrandar, sendo este visível em construção, vendas e investimento fixo. Enquanto isso, as taxas de crescimento positivas mensais foram registradas no PIB, renda, transporte e agricultura.


Timothy BANCROFT-HINCHEY
PRAVDA.Ru

 
2558
Loading. Please wait...

Fotos popular