Pravda.ru

Notícias » Federação Russa


Guerras híbridas: abordagem adaptativa indireta à 'mudança de regime'

19.08.2015 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

 

Guerras híbridas: abordagem adaptativa indireta à 'mudança de regime'. 22765.jpeg

O jornalista e analista político de Sputnik International, Andrew Korybko, acaba de publicar seu primeiro livro: "Hybrid Wars: The Indirect Adaptive Approach To Regime Change". O livro leva o selo da Academia Diplomática da Rússia e é distribuído com a ajuda da Universidade Russa para Amizade entre os Povos, onde Andrew trabalha como membro do Conselho do Instituto para Pesquisa e Projeção Estratégicas. Esse trabalho detalhado demonstra que as "Revoluções Coloridas" são nova modalidade de guerra concebida nos EUA, e que tudo nelas, da concepção organizacional à aplicação geopolítica, é orientado por estrategistas norte-americanos. Mas, diferente do que fizeram outros pesquisadores que trabalharam sobre o mesmo tópico, Andrew inclui em sua análise a Guerra contra a Síria e o golpe da praça EuroMaidan, para demonstrar que os EUA já incorporaram mais uma ferramenta, na sua caixa de ferramentas para 'mudança de regime'.


"Guerras híbridas" como o autor as chama, acontecem quando os EUA mesclam (i) sua Revolução Colorida tradicional e (ii) estratégias de guerra não convencional, para assim criarem um aparato unificado para provocar 'mudança de regime' nos estados que definam como seus alvos. Quando uma tentativa de provocar Revolução Colorida fracassa - como fracassou miseravelmente na Síria em 2011, o plano B implica passar para guerra não convencional, que se faz diretamente a partir da infraestrutura social e métodos de organização previamente existentes em campo. No caso da EuroMaidan, Andrew cita fontes ocidentais como a revista Newsweek, o jornal Guardiane a agência de notícias Reuters - para mostrar que, nos dias imediatamente anteriores ao golpe, o oeste da Ucrânia estava em rebelião já desencadeada e crescendo, contra o governo central de Kiev, e o cenário estava pronto para uma guerra não convencional, do tipo que se vê na Síria, mas em pleno coração da Europa. 

Não tivesse o presidente Yanukovitch deixado o poder repentinamente, os EUA teriam dado andamento ao plano no qual já trabalhavam para tomar o país por via semelhante à que usaram no cenário da Síria - e que consistiria no segundo caso de total aplicação de uma Guerra Híbrida.

A pesquisa de Andrew demonstra que foram os EUA, não a Rússia, quem inaugurou as Guerras Híbridas. E que, consideradas as evidências reunidas em seu livro, não faz sentido algum pretender que o alegado envolvimento da Rússia na crise ucraniana seria 'guerra híbrida'. 

Na verdade, os EUA estão muito à frente de qualquer outro país na prática desse novo tipo de guerra. 

Nenhum outro estado tentou até hoje alguma Revolução Colorida em outro país; tampouco se conhece outro país que tenha passado, de Revolução Colorida, para guerra não convencional, no caso de falhar sua tentativa inicial para mudar o regime existente no país-alvo. 

Apesar de ainda haver muitos que vejam essas ocorrências como espontâneas, não provocadas, Andrew reúne documentos que demonstram que as Guerras Híbridas não só são criadas pelos EUA desde o primeiro movimento, mas, também, que são especificamente usadas em áreas nas quais são mais estrategicamente vantajosas, para promover as políticas unipolares de Washington.

Andrew não disseca só a essência das Guerras Híbridas; na parte final de seu trabalho, oferece previsões do que lhe parece que deva acontecer, do ponto em que estamos, adiante. Introduz o conceito de "Arco de Cores" - uma linha contínua que se estende da Hungria ao Quirguistão, e onde Guerras Híbridas previsíveis seriam mais danosas aos interesses nacionais russos. 

É a primeira vez que o uso das Revoluções Coloridas como arma de guerra é analisado por prisma geopolítico. 

O novo paradigma que assim se oferece é absolutamente essencial para compreender a nova abordagem dos EUA para a ação conhecida como 'mudança de regime' e as características, físicas e geopolíticas, que se preveem que a ação venha a assumir nos próximos anos. 

"Hybrid Wars: The Indirect Adaptive Approach To Regime Change
" pode ser retirado, editado em brochura, na Universidade para Amizade entre os Povos, em Moscou. O livro está sendo oferecido gratuitamente. Andrew pede que, por favor, os leitores que possam façam uma doação a qualquer dos grupos e indivíduos que trabalham para oferecer socorro às vítimas das Guerras Híbridas que os EUA movem contra o povo sírio e contra o povo ucraniano. Todos esperamos que essas doações ajudem a tornar mais suportável o sofrimento que os EUA infligem àquelas pessoas. Andrew recebe e-mails emkorybko.e@my.mgimo.ru

 

[Hybrid Wars: The Indirect Adaptive Approach To Regime Change]
17/8/2015, The Saker, The Vineyard of the Saker, sobre livro de Andrew Korybko

 

 
6149
Loading. Please wait...

Fotos popular