Pravda.ru

Notícias » Federação Russa


Produtividade russa três vezes a americana

16.12.2002 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

Por um dólar do salário, um trabalhador russo produz três vezes mais PIB do que um americano - divulgou o académico Dmitri Lvov, ao usar da palavra na sétima edição da Conferência Mundial do Povo Russo "Fé e Trabalho" a decorrer nestes dias em Moscovo.

Por um dólar do salário, um americano produz 1,74 do Produto Interno Bruto dos EUA, enquanto um russo, 4,75 dólares do PIB da Rússia - esclareceu o académico, exortando a este respeito a deixar-se de dizer que os russos seriam pouco afectos ao trabalho e a triplicar, no mínimo, os salários na Rússia.

Ainda de acordo com o académico, os preços dos produtos e serviços na Rússia chegaram ao nível dos internacionais, o que não pode ser dito sobre os salários pagos na Rússia.

Segundo as avaliações do académico, a percentagem do salário em relação ao PIB na Rússia é duas vezes inferior à registada nos países da Europa Ocidental e nos EUA, onde o salário constitui entre 69 e 72 por cento do PIB e na Rússia, apenas 31,5 por cento. A política de liberalização económica na Rússia só serve os interesses das camadas ricas da população. Entre 1991 e 2001, os rendimentos das camadas abastadas tiveram um aumento de 1,5 vezes, enquanto os rendimentos das outras camadas diminuíram entre 12% a 50%.

"Temos hoje duas Rússias" - resumiu o académico. Na primeira moram 85% da população, com 7% da riqueza nacional, e na segunda, 15% dos russos, com 85% da riqueza nacional.

"Dois terços do rendimento nacional é proporcionado pelos recursos naturais que foram dados por Deus e, portanto, pertencem a todos" - disse Lvov. Por isso, é preciso avaliar devidamente, mediante os mecanismos de economia de mercado, os bens recebidos pelos oligarcas russos gratuitamente e cobrar deles uma compensação - afirmou o académico.

O académico debruçou-se igualmente sobre o problema demográfico, apontando que se a tendência do decréscimo da população se manter no mesmo nível, até meados dos século em curso, a percentagem dos russos diminuirá para 38%. A maior taxa de mortalidade verifica-se, no entender do académico, na população em idade activa, inclusive os chamados "novos russos" - disse o académico.

© RIAN

 
2262
Loading. Please wait...

Fotos popular