Pravda.ru

Notícias » Federação Russa


Presidente Diaz-Canel examina programas fundamentais para o desenvolvimento do país

14.05.2018 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 
Presidente Diaz-Canel examina programas fundamentais para o desenvolvimento do país. 28763.jpeg

Presidente Diaz-Canel examina programas fundamentais para o desenvolvimento do país

As reuniões de análise foram chefiadas pelo presidente Miguel Díaz-Canel Bermúdez; o primeiro vice-presidente dos Conselhos de Estado e Ministros, Salvador Valdés Mesa; o segundo secretário do Comitê Central do Partido Comunista, José Ramón Machado Ventura; o comandante da Revolução, Ramiro Valdés Menéndez; e o vice-presidente do Conselho de Ministros, Ulises Rosales del Toro. Photo: Estudio Revolución

O presidente dos Conselhos de Estado e de Ministros, Miguel Díaz-Canel Bermúdez, verificou nos últimos dias o andamento dos programas agrícolas e pecuários; o da produção industrial de alimentos e bebidas; bem como as fontes renováveis ​​e a eficiência energética em Cuba, que ele descreveu como fundamentais para o nosso desenvolvimento sustentável.

O ministro da Agricultura, Gustavo Rodríguez Rollero, fez uma avaliação dos programas de desenvolvimento que, há alguns anos, vem sendo realizados por esse ministério, entre eles o do arroz, cereais, fumo, café e cacau, apicultura, frutas e frutas cítricas, de legumes e verduras, de colheita e frutas selecionadas, e o pecuário.

Como primeiro ponto, assinalou-se que o aumento dos indicadores desses programas está relacionado com o aumento do rendimento agrícola, o que será possível após ter uma quantidade maior de terras aráveis ​​sob irrigação.

Portanto, uma das principais linhas em que se trabalha é transformar a situação da irrigação em terras com valor de uso, principalmente com sistemas de faturamento nacional.

Foi reconhecido o avanço no programa do arroz, mesmo quando seja necessário recuperar e modernizar a infraestrutura do campo e suas estradas; continuar melhorando a variedade de sementes que são usadas, que hoje são todas cubanas; e completar o processo de investimento nas indústrias de secagem e moagem para dar a qualidade necessária ao produto final que é destinado ao consumo da população.

Tal como é conhecido, a produção nacional de arroz continuará com o aumento sustentado dos últimos anos.

| Em relação ao programa de grãos, que inclui milho, sorgo e feijão, enfatizou-se a necessidade de ampliar a capacidade mecanizada de colheita e as plantas para secagem e processamento. Nesse sentido, na reunião instou-se a acelerar a construção e montagem de cinco usinas que já estão em Cuba, que chegarão no futuro até 32.

Este ano, planeja-se produzir 50 mil toneladas de feijão no país para a encomenda estatal, das 70 mil toneladas necessárias para satisfazer a demanda daquele destino. Se o desenvolvimento ascendente desse programa continuar, as importações desse cereal poderão ser substituídas nos próximos dois anos.

Díaz-Canel Bermúdez indicou considerar nesses planos outras variedades de grãos, por exemplo, o grão-de-bico, que não requer grandes quantidades de água. Da mesma forma, reiterou o apelo a levar em conta a pesquisa realizada nesse campo, por parte das universidades e institutos do país.

Em relação à indústria do fumo, informou-se que as receitas de exportação continuam crescendo, o que indica a relevância de continuar fortalecendo essa linha.

É necessário completar o processo de investimento nas indústrias de secagem e moagem de arroz para dar a qualidade necessária ao produto final que é destinado ao consumo da população. Photo: Leidys María Labrador Herrera

Como resultado, está prevista a ampliação do fundo de terras dedicado a essa cultura, principalmente no centro e leste do país; bem como ampliar a capacidade de cura e benefício em correspondência com o aumento das semeaduras.

Durante a reunião, as opiniões coincidiram em que os programas com maiores dificuldades são os do café e o cacau, em que o progresso é lento.

Entre as tarefas que são realizadas para melhorar os indicadores do café estão a alocação da população necessária nas áreas que possuem apenas 70% das plantas; o aumento do plantio na planície e a generalização dos resultados e experiências derivados do projeto Cuba-Vietnã.

Para ambos os produtos, continuará sendo incentivada a participação do Exército Junior do Trabalho, que provou seu valor nessas tarefas. Da mesma forma, as condições de vida na montanha continuam melhorando, para evitar o êxodo para as cidades.

O programa da apicultura mostra resultados favoráveis, comentando-se que o registro histórico de produção do mel é de 10 mil toneladas e se espera chegar a 15 mil, nos próximos anos.

Também se trabalha para modernizar e completar a indústria de benefício dos derivados do mel e da colmeia, a fim de proporcionar valor agregado às produções e, assim, aumentar as receitas pelas exportações.

Quanto a frutas cítricas e frutas, mesmo quando se estão recuperando algumas produções, ainda não se consegue atender à demanda. Entre outros aspectos, ressaltou-se que deverão ser completadas as áreas dedicadas ao fomento das plântulas e mudas, deve-se aprofundar na capacitação dos produtores, deve continuar o programa para a construção de pequenas indústrias, e garantir a presença de vasilhame e embalagens para aproveitar todas as frutas disponíveis.

O presidente cubano destacou o trabalho que está sendo realizado na empresa agroindustrial Ceballos, em Ciego de Ávila, onde se consegue fechar o ciclo de produção, desde o campo até a indústria. Da mesma forma, Díaz-Canel defendeu a recuperação das frutas cítricas no município especial Ilha da Juventude, com uma longa tradição nessas tarefas, especialmente na toranja.

Quanto ao programa de legumes e vegetais, destacou-se que estão sendo feitos alguns trabalhos para consolidar os polos produtivos e implementar o auto-abastecimento municipal de produtos agrícolas, a fim de alcançar a meta de garantir 15 quilos mensais per capita.

Reiterou-se que a agricultura urbana e suburbana desempenha um papel fundamental no fornecimento de vegetais frescos para a população. É estratégico completar 10 mil hectares de hortas, estufas, pomares e outras culturas de forma intensiva.

Ao mesmo tempo, vai se fortalecendo e recuperando o sistema de coleta de frutas selecionadas em nível dos mercados agrícolas estatais e unidades do turismo, que visa contratar todas as produções possíveis, incluindo as de produtores individuais e das cooperativas.

A este respeito, Díaz-Canel Bermúdez referiu-se ao aumento dos preços dos produtos agrícolas, um fenômeno que se deve, principalmente, à especulação. «Hoje há mais produção do que anos atrás e os preços ainda são altos, temos que conseguir uma medida que controle essa situação efetivamente», disse o presidente.

Finalmente, foi analisado o programa pecuário e avícola, que visa produzir 250 mil toneladas de carne suína e 3 mil milhões de ovos anualmente, nos próximos anos; melhorar as capacidades em armazéns, silos metálicos refrigerados e fábricas de rações; enquanto se vão recuperando as instalações criadas pela Revolução, sob a direção do Comandante-em-chefe Fidel Castro Ruz, para elevar a produção de leite e carne bovina.

PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO NA INDÚSTRIA DE ALIMENTOS

Na reunião, a ministra da Indústria Alimentar, María del Carmen Concepción González, informou sobre o programa de desenvolvimento deste ministério, que inclui ações para restaurar gradualmente o processamento industrial de alimentos, aumentar as exportações, reduzir a importação de produtos industrializados e melhorar a satisfação da demanda no mercado interno e no turismo.

Como parte dessas ações, desde 2012, por exemplo, foi implementado o programa de cultura do camarão, cujos resultados mostraram a evolução favorável de seus indicadores de produtividade, eficiência e receitas por exportação.

Relativamente ao impacto positivo da gradual restituição de capacidades nas indústrias de laticínios e carnes - apesar de não cobrir todas as fábricas - foram favorecidos os serviços de vapor, água e frio, o que permitiu processar os aumentos nas matérias primas agrícolas.

Para concretizar o programa de desenvolvimento do ministério, duas etapas foram definidas. Inicialmente, as principais atividades estão voltadas para a substituição de equipamentos tecnológicos e de transporte; introduzir novas tecnologias que aumentem a capacidade e diversifiquem a produção industrial; ampliar a participação da indústria nacional; além de diversificar a oferta e a exportação.

Nos diferentes ramos são feitos investimentos de mais de 144 milhões de pesos, principalmente nas indústrias de laticínios, carnes, conservas e sucos, refrigerantes e farinha de trigo.

As questões relacionadas à qualidade, segurança, metrologia e redução da carga poluidora são consideradas nos empreendimentos e a manutenção, esta última considerada como a garantia da sustentabilidade do setor.

O presidente dos Conselhos de Estado e de Ministros considerou que este programa deveria receber a mais alta prioridade, devido ao seu impacto direto sobre a população.

Lembrou as indicações dadas pelo general-de-exército Raul Castro Ruz, em reuniões anteriores deste tipo, referidas a nunca mais voltar ao estado de deterioração tecnológica em que estavam muitas das indústrias deste Ministério.

Por outro lado, Díaz-Canel Bermúdez disse que em futuras análises será examinado o tema do lanche escolar, para tornar mais eficiente este programa de tamanha sensibilidade para a família cubana.

PROGRAMA DE ENERGIA

A reunião de análise também incluiu o programa nacional de energia, que foi qualificado pelo primeiro secretário do Comitê Central do Partido Comunista de Cuba como o mais importante para a sustentabilidade de nosso país.

Raúl García Barreiro, vice-ministro de Energia e Mineração, detalhou as tarefas que estão sendo realizadas para restaurar a disponibilidade de geração de eletricidade.

Posteriormente, o ministro de Energia e Minas, Alfredo López Valdés, fez uma atualização sobre a política de desenvolvimento das fontes renováveis ​​e a eficiência energética, aprovada em 2014, e cujos objetivos são transformar a estrutura das fontes de energia, reduzir a dependência de combustíveis fósseis, bem como o aumento da eficiência na geração e a sustentabilidade ambiental.

Este programa visa aumentar a participação das fontes de energia renováveis ​​na geração de eletricidade do país.

De acordo com o que foi dito, estão sendo feitos trabalhos sobre a execução das três primeiras usinas bioelétricas em usinas de açúcar, dois novos parques eólicos, 32 usinas solares fotovoltaicas e duas pequenas usinas hidrelétricas, que juntas forneceriam energia limpa ao sistema elétrico nacional.

Na agricultura, foram instalados mais de mil sistemas de bombeamento solar, principalmente para o setor pecuário, e cerca de 3.000 biodigestores, com o objetivo principal de reduzir a poluição ambiental, principalmente dos suinocultores.

Entre outras questões, atualizou-se sobre a substituição de lâmpadas fluorescentes por LED e fogões de resistência elétrica por indução; e a instalação de painéis solares fotovoltaicos e aquecedores.

Sobre estas questões, Díaz-Canel Bermúdez indicou avaliar a possibilidade de acelerar a oferta de equipamentos eficientes para as residências, o que vai incidir na qualidade de vida das pessoas e a economia de energia elétrica, além de aproveitar as construções já existentes no país, sempre que possível, colocar painéis solares nos telhados.

http://www.patrialatina.com.br/presidente-diaz-canel-examina-programas-fundamentais-para-o-desenvolvimento-do-pais/

 

Por Yaima Puig Meneses e Leticia Martínez Hernández | internet@granma.cu

 

 
14878
Loading. Please wait...

Fotos popular