Pravda.ru

Notícias » Federação Russa


"Morte" de Milosevic previsto na PRAVDA há 3 anos

14.03.2006 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

PRAVDA, 13 de novembro de 2002

O Partido Comunista da Rússia acusa os juizes e procuradores do "Tribunal da NATO" em Haia de acções que podem levar à morte do antigo Presidente da Jugoslávia, Slobodan Milosevic, comunicou terça-feira o serviço de imprensa do partido.

Na opinião dos comunistas, "sessões extenuantes de muitas horas, falta de ajuda médica e de passeios ao ar livre", assim como "a sobrecarga ligada à necessidade de estudar 100 mil páginas de documentos e 600 cassetes vídeo" enfraquecem a saúde de Milosevic.

Os comunistas declararam que os procuradores Carla del Ponte e Richard May "orientam premeditadamente o processo, visando eliminar o preso político", o que "contraria todas as normas humanitárias universalmente reconhecidas".

O Partido Comunista apelou a que as autoridades russas "impeçam a justiça sumária em relação ao ex-dirigente do Estado amigo".

SLOBODAN MILOSEVIC “MORRE” MISTERIOSAMENTE

PRAVDA, 11 de março de 2006

O ex-Presidente da Sérvia, Slobodan Milosevic, foi encontrado morto na sua cela no complexo de Scheveningen, Haia, nas primeiras horas deste Sábado, mas foi em Belgrado que a notícia foi dada primeiro, pela estação de rádio B92. Por quê o silêncio?

Slobodan Milosevic foi encontrado sem vida deitado por cima da sua cama por um guarda no centro de detenção, onde foi levado depois de ser raptado ilegalmente por forças afectas a NATO em 2001 e onde, quando chegou, a procuradora, Carla del Ponte, o declarou culpado, antes ainda do processo legal ter iniciado. Esse acto de rapto contrariou as leis da Sérvia e do Estado Federal da Jugoslávia em vigor na altura. A questão do rapto e da detenção ilegal na Haia nunca foi abordada pela comunidade internacional.

Slobodan Milosevic, 64, tinha pedido ao TPI um período de tratamento médico na Federação Russa, que foi negado, mesmo que nos Países Baixos os médicos fossem incapazes de o ajudar definitivamente na sua condição – com tensão arterial alta e os resultantes problemas cardíacos. Por quê é que seus direitos lhe foram negados?

No meio de conduzir a sua própria defesa, Slobodan Milosevic estava prestes a chamar uns nomes ressonantes nos circuitos políticos internacionais para falar. Agora, não terão de aparecer. Quão conveniente a “morte” de Slobodan Milosevic.

Com o “desaparecimento” de um testemunho importante há menos que uma semana – Milan Babic, que se suicidou – o centro de detenção da Haia poderia ser rotulado da Ala de Morte e evidentemente não tem a capacidade nem as condições para albergar e proteger seus prisioneiros.

Com Babic e Milosevic fora da cena, não só acaba o capítulo, fecha-se o livro. E Carla del Ponte deve estar a suspirar de alívio.

Timothy Bancroft-Hinchey e Fábio Dário

 
3035
Loading. Please wait...

Fotos popular