Pravda.ru

Notícias » Federação Russa


Rússia apresenta avanços de sua indústria bélica

11.07.2006 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 
Rússia apresenta avanços de sua indústria bélica

 Na cidade russa  de  Nijni Taguil , nos Urais, foi inaugurada hoje (11)  uma exposição internacional de armamento e tecnologia militar onde apresentam-se os últimos avanços da indústria bélica.

O evento conta com a participação de 350 empresas russas e 50 companhias estrangeiras de 39 países que exibirão 2.700 modelos de armas, munições, veículos, tanques, sistemas logísticos e de comunicações de uso militar, informa EFE.

A mostra acontece no polígono militar Staratel, onde as características operacionais da maioria dos armamentos serão demonstradas em condições de combate.

"Em sua edição de 2006, Nijni Taguil apresenta mais de 20 modelos de armamento novo e moderno", indicou um comunicado oficial da estatal Rosoboronexport, organizador do evento e detentora do monopólio da exportação de armamento russo.

Segundo os analistas, os tanques russos T-90S, T-80 UK e T-72M, os carros blindados para o transporte de tropas BTR-90PB e BTR-80, as peças de artilharia Nona-ESQ, e o canhão autopropulsado MSTA-S com projéteis de 135 milímetros respeitam as normas da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan).

Também acompanham os padrões da Otan os sistemas autopropulsados de mísseis Crisantemo-S, Metis-M, Konkurs-M e os sistemas de mísseis táticos Iskander-E, que têm capacidade destrutiva comparável a cargas nucleares táticas de baixa potência.

Os fabricantes exibem modelos melhorados do sistema Vijr, com mísseis supersônicos (4 km em nove segundos) com capacidade de perfurar um tanque blindado a uma distância de dez quilômetros.

No seguimento de armamento de defesa antiaérea, as empresas russas apresentarão sistemas de mísseis terra-ar destinados a derrubar mísseis balísticos táticos e operacionais, mísseis cruzeiro, aviões estratégicos e táticos, incluindo os que não podem ser detectados.

Entre eles se destacam os sistemas S-300 e os mísseis antiaéreos Antey-2500, que podem destruir 24 alvos aéreos a uma distância de 200 quilômetros e a uma altura de até 300 quilômetros.

Entre os sistemas de defesa antiaérea de curto alcance os especialistas destacam o sistema de defesa antiaérea Tor-M1 (na foto), que detecta até 48 alvos a uma distância de até 27 quilômetros e abate rapidamente os oito mais perigosos.

Este sistema aparece como o mais eficaz para a proteção de tropas, instalações civis e industriais de ataques aéreos, foguetes cruzeiros e armas de alta precisão, incluindo bombas guiadas.

Os visitantes poderão conhecer de perto os Igla-S, lança-mísseis portáteis desenvolvidos para que um soldado possa disparar no campo do combate, apoiado em seu ombro, contra aviões, helicópteros e mísseis.

Similar ao americano Stinger, o míssil Igla-S, de 15 quilos, pode abater alvos aéreos que voem entre 10 e 3.500 metros de altura a uma distância de seis quilômetros.

Na exposição, empresas como Uralvagonzavod oferece um programa especial para a modernização dos tanques soviéticos T-72, usados por Exércitos de mais de 60 países.

As remodelações incluem a instalação de telêmetros laser, visores térmicos e um computador que estabiliza o canhão para disparos em movimento e também para atacar helicópteros inimigos com mísseis antiaéreos.

A Rússia é o primeiro exportador de armas do mundo há três anos, com vendas superiores a US$ 6,13 bilhões em 2005 e um pasta de contratos de quase US$ 7 bilhões para 2007.

A maioria das exportações de armamento russo são aviões, helicópteros, embarcações de combate, tanques e sistemas de mísseis, e os principais compradores são China, Índia, Malásia e Indonésia

 
3812
Loading. Please wait...

Fotos popular