Pravda.ru

Notícias » Federação Russa


Rússia assume presidência do Conselho de Segurança das Nações Unidas

10.06.2003 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

Na entrevista com RIA Novosti/Agência de Informação da Rússia, Yuri Fedotov declarou que a Federação russa irá abordar a sua presidência com um alto grau de responsabilidade, porque o cargo não é só desempenhar funções honorárias.

“A responsabilidade principal da presidência é de garantir um ambiente construtivo de cooperação, visando a adopção de soluções viáveis a uma grande variedade de assuntos considerados pelo Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas. Acrescido a essa tarefa é o trabalho não visto, atrás das cenas, e incessante, para conseguir achar compromissos e soluções para os problemas potenciais decorrentes da agenda de cada dia,” disse o Vice-Ministro.

A presidência, de acordo com Yuri Fedotov, tem a obrigação de agir em nome de todos os membros do CS da ONU, o que quer dizer que interesses pessoais não podem interferir com as prioridades da presidência na realização das suas tarefas. No entanto, o facto de ser presidente significa que a Federação Russa pode chamar à atenção assuntos de interesse a Moscou.

Esses assuntos são que a Resolução 1483 sobre o Iraque seja implementada. Essa Resolução dá à ONU um papel de relevo na reconstrução do Iraque. A maioria dos membros do CS da ONU estão de acordo que deveria haver uma abordagem conjunta relativamente ao programa iraquiana de produzir Armas de Destruição em Massa e a Federação Russa está muito interessada em saber quais são as informações das forças da coligação no Iraque sobre esse tipo de armamento.

A Comissão Contra Terrorismo tem de manter a alta qualidade da sua actividade por causa do elevado risco desta ameaça e terá de continuar o processo de introduzir normas nas Constituições dos Estados para legislar contra o terrorismo.

“Nós acreditamos que o CS deverá apoiar o mapa de Estrada para o Médio Oriente por adoptar uma resolução. Essa forma de apoio poderá ser utilizada também nos assuntos em torno à Síria e Líbano”, disse o diplomata.

No que diz respeito ao Afeganistão, haverá uma continuação do processo da resolução política e económica dos assuntos deste país. Um dos assuntos principais é a ameaça apresentada pelo cultivo de drogas no Afeganistão, pelo que haverá uma sessão no dia 17 de Junho, apoiada pelo governo de Hamid Karzai. O Vice-Ministro declarou ainda que “a situação difícil no Kosovo terá uma discussão completa” e que haverá uma continuação do mandato das forças muitinacionais na Bósnia-Herzegovina. Finalmente, a Federação Russa irá dar grande relevo à resolução dos assuntos mais urgentes no continente africano, nomeadamente na RD Congo e na Costa de Marfim.

Konstantin KODENETS PRAVDA.Ru

 
2734
Loading. Please wait...

Fotos popular