Pravda.ru

Notícias » Federação Russa


Partidos Políticos registrados para as eleições

09.10.2003 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

A Comissão Central das Eleições completou o registo dos partidos políticos nas eleições parlamentares em 7 de Dezembro. Foram aprovados 37 formações políticas e o partido Islâmico da Rússia se apresenta com o nome “Partido dos Verdadeiros Patriotas”.

Os seguintes partidos e grupos são registados para disputar as eleições: “Para a Rússia Santa”, o Partido Popular Republicano, o Partido SLON, o Partido Soyuz, Forças Nacionais-Patrióticas da Federação Russa, o Partido Conservador, o Partido Democrático Constitucional e outras formações menores, totalizando 37 partidos.

Doze destes formaram cinco blocos e outros cinco não formaram listas mas nomearam um candidato para as regiões com um mandato.

A apontar no processo de registo, o Partido Islâmico da Rússia ficou registado como “Partido dos Verdadeiros Patriotas da Rússia”, implicando que para ser patriótico, um russo tem de ser muçulmano ou que os islamitas são os verdadeiros patriotas da Federação Russa.

Aleksandr Veshnyakov, Presidente da Comissão Central das Eleições, declarou à imprensa que este registo não está definitivo e nas urnas apresentar-se-ão um máximo de 26 partidos e blocos, acrescentando que durante o mês de outubro, será finalizado o processo. “Alguns partidos levaram duas semanas a formular uma lista com 25 candidatos, como então conseguirão juntar os 200,000 assinaturas necessárias até 22 de outubro?” perguntou.

Para evitar conflitos antes das eleições, a Comissão recusou a aprovação da lista do Partido Rússia Liberal, presidido por Boris Berezovsky, Ivan Rybkin e Yuri Dubov porque já estava a fazer a pre-campanha no bloco “Novo Curso para a Rússia” que ficou registado em 15 de setembro e por isso não tem o direito de se apresentar como partido independente. Elena Dubrovina, porta-voz para a omissão, acrescentou que Berezovsky nem tem certidão de registo político.

Deste incidente fica claro que Veshnyakov ganhou um novo inimigo – Berezovsky, que pode utilizar sua arma mais potente – dinheiro. No entanto por agora, ele considera que é mais interessante contemplar as particularidades do tempo inglês do que as paredes duma prisão na Rússia.

Entretanto em outubro do ano passado, o Partido Rússia Liberal de dividiu em dois, com Viktor Pokhmelkin registando o nome e os selos no seu nome, o que quer dizer que a formação de Berezovsky com o mesmo nome desapareceu. Porém, os apoiantes de Berezovsky em São Petersburgo se juntaram e repuseram a presença do oligarca no partido, após o qual Pokhmelkin registou sua formação com o nome “Novo Curso para Rússia”.

Por isso nem o Partido Rússia Liberal de Berezovsky nem o bloco Novo Curso para Rússia podem apresentar-se nas eleições.

Igor Kulagin PRAVDA.Ru

 
2825
Loading. Please wait...

Fotos popular