Pravda.ru

Notícias » Federação Russa


Justiça chilena condena a 28 ex-agentes da ditadura

06.07.2016 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 
Justiça chilena condena a 28 ex-agentes da ditadura. 24661.jpeg

Justiça chilena condena a 28 ex-agentes da ditadura

 

Uma mulher atada a um peso inscreveu seu nome na história, quando seu cadáver chegou às orlas após ser lançada ao mar, em outra dessas histórias assustadoras da ditadura no Chile.

Pelo assassinato de Marta Ugarte acabam de ser condenados no Chile 28 ex-agentes do aparelho repressivo da DINA pelo sequestro, tortura e morte desta mulher, cujo corpo apareceu flutuando no mar em 1976.

Foi lançada ao mar de helicóptero por um pilotos do Exército, em um capítulo recreado de forma brilhante pelo cineasta Patricio Guzmán em seu longa metragem documentário El botón de nácar.

O corpo de Ugarte tinha sido atado a um peso que se desprendeu quando lançada ao mar, o que permitiu que chegasse à orla para mostrar a verdade do horror.

A ditadura de Augusto Pinochet (1973-1990), culpada do assassinato a mais de três mil chilenos, ao redor de 1 200 desaparecidos e 34 mil torturados, encarregou-se de mostrar o caso de Ugarte como um "crime passional".

Professora de 42 anos, secretária da ex-deputada comunista Mireya Baltra e membro de comitê central do PC, converteu-se em um dos casos mais famosos no contexto das violações dos direitos humanos no Chile.

A presidenta da Associação de Familiares de Executados Políticos, Alicia Lira, destacou que este tipo de sentenças fazem com que estes casos não fiquem no esquecimento.

Recorda-lhe o Governo, àqueles que dizem que vivemos no passado, que não é um problema de passado. Hoje por fim está-se descobrindo os assassinos de nossos familiares, comentou Lira.

Por sua vez o advogado Adil Brkovic assinalou que a família, apesar do tempo decorrido, ressalta a falha grave, mas diz que representa um passo importante porque se consegue provar um fato questionado em seu momento e aponta à forma como foi executada Marta Ugarte.

O letrado sublinhou que pela primeira vez, são condenados pilotos do Exército de Chile, envolvidos em crimes de lesa humanidade.

No reporte da autópsia os detalhes agregam mais tragédia ao caso:

"A afetada sofreu em vida uma fratura de coluna, traumatismo torácico abdominal com fraturas costais múltiplas, ruptura dofigado e do baço, luxação de ambos os ombros e quadris, e uma fratura dupla no antebraço direito, tendo falecido no dia 9 de setembro de 1976".

Fonte: Prensa Latina

 

 
2867
Loading. Please wait...

Fotos popular