Pravda.ru

Notícias » Federação Russa


Putin: Crime do Mozdok contra as normas da humanidade

04.08.2003 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

O governo da Federação Russa está determinado que acontecimentos como o ataque terrorista contra o Hospital Militar de Mozdok não irão repetir-se. Estão a ser investigadas novas normas de segurança.

Para Presidente Vladimir Putin, a falta de atenção é que facilita a vida dos terroristas. Além disso, o próprio estado “leva meses ou até anos para concluir uma investigação”. Lembrando que a vida das pessoas depende dos organismos executivos, judiciais e legislativos, o Presidente acrescentou que a situação tem de mudar.

Declarou que o crime em Mozdok “é um crime especial, muito cruel. Aqueles que perpetraram este crime são cínicos porque cometeram um crime contra as pessoas que estavam a ser tratadas num hospital, contra os médicos e os feridos. É contra todas as normas legais, morais e de humanidade”.

Prometeu contramedidas “adequadas, mas sensatas”. Em primeiro lugar, disse o presidente, há que encontrar os responsáveis pelo ataque e de providenciar o apoio adequado para os vítimas, que será estudado caso a caso. Por cada morto, as famílias receberão 100,000 rublos (3,300 USD) e por cada ferido, metade.

A Vice Primeira Ministra da Federação Russa, Galina Karelova, pediu aos ministérios de educação e de Trabalho para assegurarem a segurança nos campos de verão para as crianças.

Sergei Ivanov, o Ministro de Defesa, demitiu o comandante do 429º Regimento por não por devidamente em prática as ordens executivas.

Konstantin KODENETS PRAVDA.Ru

 
1550
Loading. Please wait...

Fotos popular