Pravda.ru

Notícias » Federação Russa


Beslan: Dezenas de mortos, centenas de feridos

03.09.2004 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

A operação pelos tropas especiais continua na vila de Beslan, depois de um grupo de cerca de 13 terroristas ter conseguido fugir. Alguns estão a trocar tiros com as forças de segurança numa casa onde se refugiaram.

Outros terroristas estão ainda dentro da escola, de onde continuam a haver explosões. Não é claro se estas explosões são resultado da explosão de minas ou os terroristas a suicidarem-se.

Uma das reféns disse à imprensa depois de conseguir escapar durante a confusão desta manhã, que havia 1.020 pessoas na escola. Grupos de reféns continuam a sair, muitos feridos, todos com muita sede. As autoridades acabam de declarar que todos os reféns agora saíram.

O ginásio onde a maioria dos reféns foi detido foi agora libertado mas ainda há trocas de tiros de outras partes da escola. Não é claro se os terroristas levaram escudos humanos, mas há indicações que há grande número de feridos entre os reféns. Há 200 pessoas hospitalizadas, a grande maioria vítimas da explosão de bombas. De acordo com ITAR-TASS, a maioria são crianças.

Muitos dos feridos são queimados, indicando que os terroristas detonaram as bombas que levaram.

Os terroristas não deixavam os reféns beber água ou utilizar as casas de banho, resultando em alguns casos das crianças beberem urina.

Primeiras entrevistas com testemunhos oculares indicam que dois terroristas se suicidaram na quarta-feira no corredor onde estavam detidos os reféns masculinos. Os terroristas separaram os reféns, colocando os doentes nas salas onde os alunos guardavam os livros.

Uma familiar de uma das crianças detidas pelos terroristas acaba de confirmar que os terroristas abriram fogo contra os reféns nos primeiros instantes do ataque. Um grupo de 20 homens que tentaram resistir aos terroristas foi morto.

Neste momento, só se pode descrever a situação neste local como caos. É agora cada vez mais evidente que os terroristas deram indicações que iriam detonar as suas bombas e matar os reféns, pelo que as forças especiais tiveram de entrar em acção.

ica cada vez mais claro também que havia uma divisão entre os terroristas, entre os mais extremistas que queriam se suicidar e outro grupo que queria negociar.

Timofei BYELO PRAVDA.Ru

 
2338
Loading. Please wait...

Fotos popular