Pravda.ru

Notícias » Federação Russa


Onze bilionários do mundo já foram presos ou são procurados

02.06.2010 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

Onze bilionários que já apareceram na lista dos mais ricos do mundo da revista Forbes estão presos ou já passaram pela cadeia. Deles, três condenados pela Justiça, inclusive, estão foragidos. Em sua maioria, eles são acusados de montar esquemas fraudulentos e subornar autoridades.

Na lista dos onze estão três dos Estados Unidos, dois da Rússia e um da Tailândia, Itália, México, Coréia do Sul, Turquia e China.

Thaksin Shinawatra/Tailândia – O ex-premiê da Tailândia, Shinawatra, pode enfrentar a pena de morte se for encontrado pela polícia. Ele foi acusado de terrorismo por instigar a situação de caos em Bangcoc que provocou 88 mortes.

A. Alfred Taubman/Estados Unidos – O dono de uma rede de shoppings de luxo e ex-presidente da casa de leilões Sotheby's, Taubman passou nove meses preso por ter forjado resultados em leilões de arte. Ele possui fortuna estimada em US$ 1,5 bilhão.

Joaquim Guzman Loera/México - O mexicano conhecido como El Chapo é considerado um dos maiores traficantes internacionais. Preso por homicídio e tráfico em 1993, ele fugiu da prisão oito anos depois e está foragido desde então. Quem der informações que levem à captura de El Chapo poderá receber uma recompensa de até US$ 5 milhões.

Calisto Tanzi/Itália - O fundador da Parmalat foi acusado de fraudar sua empresa, o que a levou à maior falência da Europa. Em 2008, Tanzi foi sentenciado a 10 anos de cadeia, mas recorreu. Um ano depois, policiais confiscaram na casa do executivo mais de US$ 100 milhões em obras de arte.

Kemal Uzan e filhos/Turquia - A família turca Uzan está sendo procurada por fraude e suborno. Um dos filhos do patriarca Kemal, Cem, vive na França para fugir de uma sentença de 23 anos de detenção. Bahattin (foto) e Hakan são outros procurados. Em 2004, o governo turco desmanchou mais de 200 empresas da família para recuperar US$ 5,9 bilhões em dívidas, segundo a Forbes.

Wong Kwong Yu/China - O fundador da rede de lojas de eletrodomésticos Gome, que já foi considerado o homem mais rico da China pela Forbes, em 2008, foi sentenciado a 14 anos de prisão na semana passado após realizar negócios ilegais e subornar oficiais.

Martha Stewart/Estados Unidos - A apresentadora de TV passou cinco meses na cadeia por acusação de ter obstruído a justiça em uma investigação sobre ações que ela teria vendido na bolsa de valores com uso de informações privilegiadas.

Mikhail Khodorkovsky/Rússia - O magnata do petróleo, que já ocupou o posto de mais rico da Rússia, possuía fortuna estimada em US$ 15 bilhões. Ele está preso desde 2003 por fraude.

Platon Lebedev/Rússia - Outro russo na lista dos bilionários detidos, Lebedev era sócio de Khodorkovsky, o magnata do petróleo, e foi detido quatro meses antes deste, acusado de ter desviado bilhões do lucro de sua petrolífera, a Yukos.

R. Allen Stanford/Estados Unidos - O banqueiro responde por 21 acusações de fraude promovidas por seu banco, o Stanford International Bank. Ele prejudicou investidores em mais de US$ 8 bilhões.

Chey Tae-Won/Coréia do Sul - O presidente do SK Group, terceira maior empresa em ativos da Coreia do Sul, ficou nove meses detido por fraude, em 2003.

ANTONIO CARLOS LACERDA

PRAVDA Ru BRASIL


 
3520
Loading. Please wait...

Fotos popular