Pravda.ru

Notícias » Mundo


Juiz: Falta provas que o príncipe Philip ou MI6 tenham ordenado a morte da princesa

31.03.2008 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 
Juiz: Falta provas que o príncipe Philip ou MI6 tenham ordenado a morte da princesa

Nesta segunda-feira (31) o juiz Scott Baker, responsável pela investigação judicial sobre a morte da princesa Diana que ocorreu em Paris em 1997 , afirmou que descarta por completo a tese segundo a qual ela teria sido vítima de um complô dos serviços secretos britânicos a mando da família real.

Baker instruiu os jurados que eles têm a opção de determinar se Diana e Dodi morreram por conseqüência de um acidente ou se foi um caso de homicídio culposo. Para a segunda hipótese, os jurados precisariam levar em consideração se houve negligência dos paparazzi que perseguiam o casal ou do motorista Henri Paul, que também morreu no incidente. Eles também podem deixar o veredicto em aberto caso não tenham certeza quanto a eventuais culpados, prosseguiu o juiz.

"Não há evidência de que o Duque de Edimburgo (príncipe Philip, marido da rainha Elizabeth II) tenha ordenado a execução de Diana, assim como não há evidência de que o Serviço Secreto ou qualquer outra agência do governo o tenha organizado", declarou Baker. Ele explicou aos jurados não existe a opção de responsabilizar Philip ou o governo por envolvimento em alguma espécie de complô.

Disse o milionário Mohamed Al Fayed, pai de Dodi, "Isso é terrível", ao deixar a Corte Real de Justiça ao acusar o tribunal de ser tendencioso. Desde a tragédia, ocorrida em 31 de agosto de 1997, Mohamed Al Fayed acusa a família real britânica de estar por trás do episódio, escreve A Tarde on line.

 
1626
Loading. Please wait...

Fotos popular