Pravda.ru

Notícias » Mundo


Todo apoio ao Presidente Zelaya e em defesa da soberania dos povos

29.06.2009 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

Comunicado 002/2009

Coordenação Nacional do MORENA - Círculos Bolivarianos BRASIL

Ao povo trabalhador brasileiro, ao Congresso Bolivariano dos Povos, a Cordenadoria Continental Bolivariana, ao Governo Brasileiro e a Embaixada de Honduras no Brasil.

A América de Bolívar diz NÃO a ofensiva do imperialismo e da reação

O Movimento Revolucionário Nacionalista – Círculos Bolivarianos / MORENA – CB, organização política e social inspirada nos ideais de Bolívar, Che Guevara e Brizola, consciente de que defender a luta socialista pela Revolução Bolivariana é manter viva a esperança, os sonhos e o legado dos povos em luta de Nossa América, não poderia deixar de se posicionar frente a atual ofensiva imperialista em nosso continente.

Condenamos com veemência a ação truculenta e subversiva do exército hondurenho que, incentivado pela burguesia de Honduras, apoiado pela grande imprensa hondurenha e internacional, sem falar na complacência de Washington e a indiscutível colaboração da CIA, depôs e expulsou do país o presidente constitucionalmente eleito Manuel Zelaya.

Como brasileiros, que já sofremos com esse mesmo tipo de ação, e bolivarianos, defensores de uma tradição democrática para a América Latina que permita a harmônica integração entre as nações do continente, nos solidarizamos com o desrespeito e a dor do povo hondurenho e exigimos uma atitude dura e inflexível por parte do governo do nosso país e dos demais de nossa América, em especial dos alinhados com uma política democrática e progressista que pautam suas ações pelos princípios socialistas, libertários e populares.

Não aceitamos essa afronta por parte das forças sociais reacionárias e conservadoras de Honduras seguida da conivência desses mesmos setores em outros países, pois sabemos que essa ação perniciosa é, mais do que um golpe de estado numa pequena república latino-americana, um recado aos governos continentais que avançam nas transformações sociais, onde a luta de classes tem se acirrado e a política tem seguido um rumo de enfrentamento contra a dominação, a exploração, a concentração de riquezas e a exclusão.

Conclamamos a todas as organizações sociais e políticas do campo antiimperialista, popular e classista do Brasil a enfrentarmos junto com os hondurenhos esse ato hostil contra a legalidade a legitimidade e a soberania de um povo, e cobrarmos do Governo Lula a suspensão imediata das relações diplomáticas com o governo golpista até que a ordem constitucional seja restabelecida integralmente.

Temos de convocar assembléias para debater a situação e coordenar atividades concretas de solidariedade e protestos em frente a embaixadas e consulados estadunidenses e em frente a embaixada e consulados de Honduras. Não podemos aceitar em hipótese alguma algo menos do que o cumprimento da carta constitucional desse país e do direito do presidente eleito, apoiado pelo povo e respeitando os princípios democráticos fazer nela as alterações legais que considerar necessárias para a melhor administração governamental e provisão do bem estar social, elevando a qualidade de vida do povo.

Que o presidente Zelaya volte ao posto para o qual foi eleito pelo seu povo, que os militares voltem a caserna, e que a burguesia aceite o jogo político democrático montado por ela própria, dentro das regras e princípios por eles estabelecidos.

Revolucionariamente,

COORDENAÇÃO NACIONAL DO MOVIMENTO REVOLUCIONÁRIO NACIONALISTA – CÍRCULOS BOLIVARIANOS

BRASIL, 28 de junho de 2009

Não passarão! Fora o imperialismo de Nossa América!

Viva a Revolução Bolivariana na América Latina e no Caribe!

Pela libertação nacional e o socialismo

Círculo Bolivariano

 
3911
Loading. Please wait...

Fotos popular