Pravda.ru

Notícias » Mundo


Cuba, Israel e a mídia

27.04.2010 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

Crianças palestinas acorrentadas por israelenses

Vamos aos fatos que demonstram o comportamento da mídia. Mais de sete mil palestinos realizam greve de fome. São mais de 10 mil que sofrem nas masmorras israelenses.

Entre os presos, crianças, adolescentes e mulheres sem nenhuma acusação.

Resumindo:

1- Mais de seis mil presos são da Cisjordânia ocupada.

2- Mais de 400 estão dentro de Israel e Jerusalém oriental.

3- Mais de 700 são da Faixa de Gaza.

4- Mais de 33 são mulheres.

5- Mais de 300 são menores de 18 anos.

6- Mais de 800 foram condenados a prisão perpétua.

7- Mais de 600 foram condenados a 50 anos.

8- Mais de 40 foram condenados a 20 anos.

9- Mais de 130 foram condenados a 15 anos.

10- Mais de 250 foram condenados a mais de 10 anos.

11- Mais de 2.000 estão padecendo de doenças, dos quais160 em estado grave.

12- Mais de 20 estão com câncer e não recebem tratamento.

E sobre isso, nenhuma nota da mídia. E ainda tem gente que fala em liberdade de imprensa.

E no entanto, quando um cubano, apenas um, faz greve de fome, a grita da mídia e geral.

Se a mídia fica sabendo que um cubano faz greve de fome e não tem nenhuma informação sobre os milhares de palestinos, presos políticos- diga-se- a conclusão é apenas uma.

Cuba, em razão da liberdade total e plena, não consegue ocultar nenhuma informação;

Israel, uma ditadura onde nem a greve de fome de sete Mil palestinos consegue chegar a público.

Alguém discorda?

 
1705
Loading. Please wait...

Fotos popular