Pravda.ru

Notícias » Mundo


A Semana Revista

25.04.2004 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

25 de Abril

Parabéns, Portugal. Parabéns por ter tido a coragem de fazer esta revolução, parabéns a todas as forças da esquerda em Portugal por manterem vivas as revindicações do 25 de Abril, parabéns por ter reconhecido o erro que foi a Guerra Colonial e por ser suficientemente grande para abraçar as ex-colónias como parceiros iguais na CPLP.

Há 30 anos, Portugal acordou do pesadelo em que estagnava, colocou em movimento o processo de libertação política dos povos africanos que foram esforçados a viver sob o regime que esmagava a liberdade de expressão, deu ao povo de Portugal e das ex-colónias uma folha de papel e uma caneta, para escreverem seu destino.

Parabéns, Portugal, por ter sabido assimilar 10% da sua população em poucos meses e parabéns por ter sabido fazer uma revolução sem derramar sangue.

Que mantenha viva a memória dos heróis que fizeram o 25 de Abril e que mantêm a sua chama viva por muitos mais anos.

As vozes da razão

Viva Zapatero e Maduro, os líderes dos governos da Espanha e de Honduras, que anunciaram o retiro dos seus tropas do Iraque, representando a vontade dos seus povos e rectificando o que estava mal. Estas decisões precisaram de grande coragem política, pois Washington não irá esquecer o facto destes dois países terem abandonado a sua coligação, mas Washington não entende o que quer dizer democracia.

Os povos da Espanha e de Honduras não queriam participar numa guerra ilegal e não quiseram ser associados com a chacina de milhares de civis. Muito bem Zapatero e Maduro.

Caos no Iraque

Washington é a Rainha das Mentiras. Mentiu ao seu povo e à comunidade internacional sobre a existência de Armas de Destruição Massiva no Iraque, mentiu sobre a existência dum programa nuclear activo, mentiu sobre a ligação de Bagdade ao Níger, na tentativa de obter urânio “yellowcake” para fazer armas nucleares, mentiu tantas vezes que cada vez que Washington disse algo, há que lembrar do rapaz que gritou lobo.

Uma semana depois da mulher de Saddam Hussein proclamar que o homem que saiu do buraco em Dezembro com as tamareiras carregadas com fruto maduro como pano de fundo (fenómeno que acontece em Agosto), não é o marido dela, agora Washington afirma que a situação no Iraque está a normalizar-se e que os incidentes que ocorrem são de pequena escala.

Quase 100 mortos e 400 feridos numa semana não é violência de pequena escala, é violência numa escala massiva, que não é visto em nenhum outro país, fruto da política agressiva de Washington que desestabilizou por completo este país.

Bush é um fracasso

George W. Bush, além de ser um assassino, um criminoso de guerra e um mentiroso descarado, é um fracasso. O homem que nem consegue comer uma bolacha sem ficar com um olho negro e um lábio cortado se vê confinado aos Estados Unidos da América (nem se atreve a sair dum avião na maioria dos países).

Se os norte-americanos consideram que esse homem é o melhor candidato por causa de oferecer maior garantia de segurança, estão rotundamente enganados. Pravda.Ru recebeu informações esta semana sobre a possível existência de aparelhos nucleares nos EUA, nas mãos de terroristas da Al Qaeda. Uma tentativa de falar com alguém dos serviços de segurança da Embaixada dos EUA resultou num pedido para telefonarmos à Embaixada britânica (também não estava disponível o oficial de serviço).

48 horas depois, ainda ninguém telefonou à Pravda.Ru. Grande segurança, essa.

Xanana em Portugal

Xanana Gusmão esteve esta semana em Portugal, semeando boa vontade e bem-estar, seu sorriso o espelho do coração deste guerreiro-poeta-político. Símbolo do amor que o povo de Timor-leste sente por Portugal e pelos portugueses, Xanana ocupou lugar de destaque nos média neste país que o recebeu como irmão, onde está hoje a comemorar o 30º aniversário do 25 de Abril na tribuna da elite política em Lisboa.

Há dez anos atrás, estava nas florestas de Timor-leste com uma arma na mão, lutando nos FALINTIL contra o invasor indonésio, tal como fazem os “terroristas” e “insurgentes” iraquianos. O resultado será igual e pelas mesmas razões.

No mundo de hoje, não há lugar para a opressão. O Bem vence o Mal sempre.

O 25 de Abril e Xanana Gusmão são testemunhos vivos desta realidade.

Timothy BANCROFT-HINCHEY PRAVDA.Ru

 
4561
Loading. Please wait...

Fotos popular