Pravda.ru

Notícias » Mundo


AMERICANOS BARBARIZAM NO IRAQUE

25.04.2003 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

A invasão dos Estados Unidos no Iraque pelas tropas desordenadas anglo-americanas instalaram o caos no país.

As cidades iraquianas foram arruinadas pelos bombardeios aéreos, em alguns pontos das cidades atingidas não há água potável e nem energia elétrica. A maior parte da população civil está passando fome, já que o abastecimento dos alimentos no Iraque, feito pelo ex-ditator Saddam Hussein foi prejudicado com os ataques das forças de coalizão.

A ajuda humanitária que os Estados Unidos enviaram para fornecer alimentos aos iraquianos é escassa e não fornece o suficiente para as necessidades básicas da população. Quando os caminhões com água e alimentos das tropas americanas chegam as cidades iraquianas, deparam com uma briga entre as pessoas famintas. Quem leva a melhor são os mais fortes, mulheres e crianças não conseguem nem alimentos e nem água. A invasão no Iraque e a presença dos americanos no país está insuportável para a população. Por todo o país, a multidão protesta contra a ocupação estrangeira e com a formação de um governo estrangeiro no país. Em Mossul, a terceira maior cidade do Iraque, os Marines americanos atiraram contra a multidão que protestava contra um integrante do novo governo iraquiano e hasteava uma bandeira dos EUA.

Estas tropas chacinaram 15 pessoas e feriram 100, na terça - feira dia 15. No dia seguinte os Marines voltaram a atirar contra a multidão, matando mais 4 e ferindo 8. Cerca de 20 mil iraquianos fizeram um grande protesto, na ultima terça-feira, na cidade de Nassiriya, no sul do Iraque contra a ocupação norte americana. "Sim à liberdade, Sim ao Islã. Não aos EUA”, gritavam os manifestantes. Os protestos e a revolta da população civil iraquiana, não impediram a barbárie e a selvajaria das tropas americanas.

Segundo a população iraquiana, as tropas de Bush invadiram e saquearam o Museu Nacional de Bagdá, capital iraquiana. Os soldados roubaram acervos históricos e relíquias, no ultimo sábado, dia 12. "Roubaram ou destruíram 170 mil itens, que remontam milhares de anos", disse o diretor Nabhal Amin. Os arquivos de fotos, documentos e livros também ficaram danificados. As tropas americanas também incendiaram, ou deixaram incendiar, a biblioteca nacional do Iraque, na terça-feira, dia 16. A biblioteca contava com acervos antigos valiosos, manuscritos do Alcorão da dinastia Abássida (Fundadora do Islã). Livros historicamente importantes para a civilização árabe foram reduzidos a cinzas. Os soldados americanos bombardearam pela segunda vez o museu de Tikrit. O museu é um dos mais importantes do Iraque. Destruíram uma parte da estrutura do prédio e deixaram dezenas de feridos, entre eles uma menina de 10 anos, Issa Deli. O número de mortos, não foi informado. Outros museus têm sido alvos dos mísseis americanos, entre eles o Museu da cidade de Mossul e um palácio em Bagdá. As tropas americanas do Presidente George Bush, não estão satisfeitos apenas com as chacinas de civis, estão destruindo a história, a cultura e o património de todo um país, e de toda uma civilização árabe, de extrema importância para a humanidade. Michelle MATOS PRAVDA Ru BRASIL

 
3257
Loading. Please wait...

Fotos popular