Pravda.ru

Notícias » Mundo


No noroeste amazônico, indígenas realizam comunicação por direitos

23.10.2018 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 
No noroeste amazônico, indígenas realizam comunicação por direitos. 29755.jpeg

No noroeste amazônico, indígenas realizam comunicação por direitos

Juliana Radler

Rede de Comunicadores Indígenas do Rio Negro completa um ano de trabalho e realiza sua segunda oficina de formação em São Gabriel da Cachoeira (AM)

A segunda oficina de formação da Rede de Comunicadores Indígenas do Rio Negro será realizada entre os dias 24 e 28 de outubro, em São Gabriel da Cachoeira (AM), na Casa dos Saberes da Federação das Organizações Indígenas do Rio Negro (Foirn). Com 17 integrantes de oito etnias (BaréBaniwaDesanaTarianaTukanoTuyukaWanano e Yanomami), a Rede vem produzindo mensalmente o boletim de áudio informativo, o Wayuri, com o objetivo de produzir e divulgar notícias de interesse dos povos indígenas do Rio Negro.

Essa etapa de formação tem como objetivo ampliar o conhecimento dos comunicadores sobre a produção e veiculação de notícias, assim como potencializar as ações da Rede de Comunicadores Indígenas, com a formação de multiplicadores na região. Após a oficina em São Gabriel, será realizada a primeira atividade de multiplicação da Rede de Comunicadores em Santa Isabel do Rio Negro, município vizinho à São Gabriel, entre os dias 31 de outubro e 4 de novembro. A oficina será realizada a convite da Secretária municipal da Mulher de Santa Isabel, Katiana Gaspar Bruno, que tem o objetivo de estimular a formação de comunicadoras indígenas no município.

Além dessa segunda etapa de formação, os comunicadores indígenas também participarão, nos dias 22 e 23 de outubro, da oficina ministrada pelo Instituto de Estudos Socioeconômicos (Inesc) sobre Orçamento e Direitos Indígenas com o objetivo de introduzir o tema do orçamento público como possibilidade de ação e maior incidência política para a juventude indígena do Rio Negro.

Com a conclusão dos planos de gestão territorial e ambiental (PGTAs) das Terras Indígenas do Médio e Alto Rio Negro, os povos indígenas rionegrinos terão mais oportunidades de buscar parcerias e lutar por políticas públicas para o desenvolvimento da região e a oficina do Inesc vem ao encontro dessa necessidade de formação dos jovens nesses temas.

Veja a programação da II Oficina de Formação da Rede de Comunicadores Indígenas do Rio Negro.

Sobre a Rede de Comunicadores Indígenas do Rio Negro

A Rede foi formada em 2017 com o objetivo de fortalecer a comunicação nas comunidades indígenas na área de atuação da Federação das Organizações Indígenas do Rio Negro (Foirn) na Bacia do Rio Negro, englobando três municípios: Barcelos, Santa Isabel do Rio Negro e São Gabriel da Cachoeira (AM).

Esse fortalecimento passa por uma melhor produção e circulação de informações de interesse dos povos indígenas, tanto dentro dos seus territórios, como para fora dele. E o ponto principal: que essas notícias e narrativas sejam produzidas por comunicadores indígenas, em sua maioria jovens e com ampla participação feminina no grupo. Buscar maior incidência política do movimento indígena a partir das próprias narrativas é fundamental para sensibilizar a sociedade em geral, assim como para fortalecimento dos povos indígenas e da pauta socioambiental.

A Rede conta com o apoio da União Europeia, por meio do projeto de fortalecimento e autonomia das organizações indígenas, coordenado pelo Programa Rio Negro (PRN) e pelo Programa de Política e Direito Socioambiental (PPDS), do ISA. Saiba mais sobre a Rede de Comunicadores Indígenas do Rio Negro aqui.

Rede de comunicadores indígenas

https://www.socioambiental.org/pt-br/blog/blog-do-rio-negro/no-noroeste-amazonico-indigenas-realizam-comunicacao-por-direitos

 

 
4916
Loading. Please wait...

Fotos popular