Pravda.ru

Notícias » Mundo


Piratas atacam na Somália

22.10.2005 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

Piratas que operam em águas territoriais da Somália capturaram um barco que transportava provisões para outro navio recentemente libertado após três meses de sequestro, confirmou o proprietário de ambas as embarcações.

O barco "Torgelow" tinha partido da cidade costeira queniana de Mombaça e deveria ter chegado no domingo passado ao porto El Maan, ao norte da capital somali, Mogadíscio, - onde está ancorado seu par, o "Semlow", libertado no último dia 3 - mas estabeleceu contato pela última vez no sábado.

Com uma tripulação de onze pessoas - capitão de Sri Lanka e dez marinheiros quenianos - o "Torgelow" transportava água, óleo, carburante e outros itens que colocariam o "Semlow" em funcionamento.

O "Semlow" foi sequestrado em 27 de junho, quando transportava 850 toneladas de arroz doadas ao Programa Mundial de Alimentos (PMA) por Alemanha e Japão para sua distribuição entre as vítimas na Somália do tsunami de 26 de dezembro passado. Piratas que sequestraram um barco carregado de alimentos das Nações Unidas escaparam de um porto no norte da Somália, depois de se recusarem a cumprir um prazo para liberar a embarcação e a tripulação. Milícias particulares que controlam o porto de Elmaan haviam emitido um ultimato aos piratas, exigindo a libertação do Semlow, carga e tripulação até o início desta tarde, disse Robin Lodge, porta-voz do Programa de Alimentação das Nações Unidas. Pirataria é comum na costa da Somália - diversos barcos são abordados todos os meses, saqueados ou sequestrados, objetos de valor roubados e as tripulações feitas reféns. Mas o ataque ao Samlow foi o primeiro feito por piratas somalis a um navio da ONU. Ontém perto das costas da Somália os piratas tomaram o barco ”Pagania” com a equipa ucraniana. E só agora eles começaram a telefonar para companhia dos armadores da Odessa. Eles pedem o resgate 700 mil $ por este navío (que, por acaso, teve a bandeira Libéria) e por 22 pessoas da equipa, todos nativos da Ucrânia. O Ministério dos Negócio Estrangeiros da Ucrânia anunciou óntem, que os marinheiros do navío estão vivos e sádios. Segundo a informação da TV da Africa do Sul, o navío “Pagania” com a carga do mineiro férrico realizava o roteiro da República da Africa Sul até Turquia e foi tomado pelos bandidos armados no oceano Indio na distância de 160 km da costa do Somali. Kiev já pediu ajuda a Grã-Bretanha, EUA, França e NATO. Agora o barco “Pagania” está na âncora perto das costas do Somali.

Julia Rasnitsova Pravda.ru

 
2555
Loading. Please wait...

Fotos popular