Pravda.ru

Notícias » Mundo


Luiz Inácio: Faça um Curso sobre Marxismo

20.09.2018 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 
Luiz Inácio: Faça um Curso sobre Marxismo. 29555.jpeg

Luiz Inácio: Faça um Curso sobre Marxismo

No Brasil, a Casa Grande contemporânea também tem portas à "esquerda". Alguma novidade?

Edu Montesanti

Embora Luiz Inácio tenha escrito, nesta quarta-feira (19), grandes verdades em carta ao discriminador e excessivamente burro general da reserva Hamilton Mourão (PRTB), vice na chapa de Jair Bolsonaro (PSL) à Presidência da República (a chapa das figuras dos perfeitos idiotas), pessoalmente a hipocrisia como DNA do petista,não poderia deixar de se aflorar, na mencionada epístola.

"General Mourão, não julgue avós e mães pobres pelo seu conceito medíocre sobre a espécie humana. Se o senhor já pensava assim não deveria ter chegado a general e muito menos querer ser vice-presidente."

Até aí, perfeito, Luiz Inacio! Afinal, que esperar de um brucutu (para dizer o minimo) do nível do milico Mourão que, entre outras tantas imbecilidades criminosas, defende tortura e personagens como Brilhante Ustra quem, condenado mundialmente, apoiava-se em um delegado (Fleury) viciado em cocaína?

"[Fleury] Bebia e usava cocaína - senão, diziam seus amigos, ninguém faria o que ele fez" (fascículo 9 da coleção A Ditadura Militar no Brasil, da revista Caros Amigos).

O que o delegado paulistano fazia: perfurava corpos de oponentes ideologicos com furadeiras eletricas, cortava carnes de desconhecidos com navalha, ordenava arremeso de pessoas com vida ao mar e uma lista interminavel da arte de torturar aprendida na Escola das Américas de Tio Sam. Além de possuir uma amante, a (anarquista, pasmem!) Leonora.

Eis os bons costumes, em nome dos valores da familia e da religião da ditadura - querendo retornar! Drogas, bebidas, tortura, sexo & rock'n roll! E aos domingos a noite, uma boa missa seguida de uma bela "ordem" publica ao longo da semana!

Retornando à contemporaneidade, Luiz Inácio, para não perder o costume nem sequer em tempos que se deveria aproveitar para colocar a consciência - e os próprios bons hábitos, neste caso, o da leitura - em dia, o ex-presidente finalize, sem ruborizar:

"General, um conselho, faça um curso sobre o Humanismo."

Ex-mandátario, convenhamos: Vossa Excelência, reconhecidamente, nunca concluiu a leitura de 1 (hum) livro sequer em toda a vida. Falou alguma vez sobre Karl Marx, sem nunca ter lido absolutamente nada sobre o filósofo alemão - muito provavelmente, o dito-cujo nem saiba que o proeminente proponente do comunismo era, exatamente, filósofo.

Muito provavelmente, o falso moralista autor da referida carta ao milico não sabe sequer explicar o significado de Humanismo. Se soubesse, não teria se aliado exatamente aos milicos enquanto presidente desta republiqueta de bananas, e defendido ferrenhamente anistia para extorturadores e assassinos. Definitivamente, e Luiz Inácio ignora isto, não é ese tipo de postura que o humanismo ensina. Mas o que isso importa, diante da patología do poder e sua obsessão por angariar votos, não é?!

Pois alguma vez Inácio falou em Marx, ressalte-se, em um passado remoto, antes, bem antes de deslumbrar-se com o brilho do poder e ter formado aliança (em nome da democracia!!!) com as oligarquias nacionais. Fato que o levou a ostentar, com Dilma Rousseff, o título de maior genocida dos povos originários desde que os portugueses deixaram esta terra (ganhando morbidamente de figuras nada simpáticas como Fernando Henrique Cardoso, Fernando Collor de Mello, José Sarney e dos próprios genocidas ditadores militares).

Luiz Inácio foi também campeão , imbativel, em proporcionar lucros, ano apos ano, aos bancos, à Rede Globo e à revista Veja (contra quem, com toda a razão, tanto esperneia hoje), em evasão de divisas entre outros melancolicos recordes históricos.

Luiz  Inácio, faça um curso sobre marxismo!

E, por que não dado seu passado tenebroso como presidente que a tal de "esquerda" não faz muita questão de se lembrar, aproveite, enfim, este seu duro momento - e da própria Nação - para colocar em prática alguma coisa do que diz, e faça um curso de Humanismo também, "companheiro"!

Enquanto, segundo o vezo popular, pimenta nos olhos alheios é colírio (e em política brasileira, vale tudo), alguém neste País, especialmente gente da "esquerda" tupiniquim, ainda tem alguma duvida do porque é mais fácil, no Brasil hoje e em toda a historia, aplicar um golpe que tomar doce das mãozinhas de minha filhinha de 2 (dois) anos de idade? Basta de hipocrisia! Basta de cinismo, Brasil! Basta de preguiça intellectual! A  direita e à "esquerda".

 

 
5562
Loading. Please wait...

Fotos popular