Pravda.ru

Notícias » Mundo


Irão contra a guerra

19.03.2003 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

"O uso da força bruta no Iraque não gerará nada além de uma violência ainda maior" - declarou quarta-feira a jornalistas o representante oficial do Governo do Irão, Abdullah Ramazanzadeh, comentando as intenções dos EUA de iniciar a operação militar na região.

Ele salientou que no século XXI a humanidade deve resolver as suas divergências por meio de conversações. "O Irão apoia a coligação pela paz na região" - declarou o representante do governo.

Na opinião de Ramazanzadeh, "nas últimas duas décadas o Médio Oriente assistiu a manifestações evidentes de violência política, e desta vez a região não suportará mais uma guerra".

"O Irão está convencido de que é necessário criar condições para que o próprio povo iraquiano determine o seu regime político e os seus dirigentes sem qualquer pressão externa e interna" - assinalou o representante oficial do Governo iraniano.

"As declarações do Presidente dos EUA estão privadas de qualquer lógica, e espero que a direcção americana escute a opinião pública" - disse Ramazanzadeh.

"Nenhum país tem o direito de usar a força contra outros para conseguir os seus objectivos, e enquanto a ONU não der a sua autorização, a guerra não será legítima. Por isso, somos contra a guerra" - acrescentou o representante do Governo da República Islâmica do Irão.

RIA NOVOSTI

 
1408
Loading. Please wait...

Fotos popular