Pravda.ru

Notícias » Mundo


DÓLAR DEVE SUBIR DEPOIS DE 17 DE JUNHO

16.06.2003 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

Como bem se sabe, o comércio monetário é uma competição entre nações. A invenção do motor a combustão transformou esta competição numa luta por petróleo. Para o dólar americano, a vitória nessa luta é uma questão de vida ou morte. Os EUA produzem apenas cinco milhões de barris de petróleo, da quantidade total consumida diariamente - 20 milhões de barris. Isto significa que os Estados Unidos importam 15 milhões de barris de petróleo por dia ou 75 porcento do consumo nacional.

Foi o problema com o suprimento de petróleo barato que deteve o crescimento da economia norte-americana depois dos ataques de 11/9. Uma incursão norte-americana contra um país rico em petróleo tornou-se inevitável no começo de 2003. O ataque contra o Iraque em 20 de março deste ano marcou o início de um novo ciclo de luta pela transformação global.

Todos o mercado cambial agora está esperando pelos resultados da vitória dos Estados Unidos na competição internacional global, ou a primeira remessa de petróleo iraquiano aos EUA. Quando George Soros diz que ele sabe o que vai acontecer ao dólar americano, significa que tudo que ele sabe é a data quando o primeiro petroleiro carregado com óleo iraquiano partirá rumo aos Estados Unidos. Nós também sabemos esta data, graças ao chefe do departamento de exportação de petróleo iraquiano, Mohammed al-Jibouri. O funcionário iraquiano disse à Reuters que os resultados da primeira licitação para adquirir petróleo iraquiano seria encerrada em 10 de junho, e o primeiro navio partiria rumo aos Estados Unidos saindo do porto de Mina al Bakr em 17 de junho.

Não é difícil adivinhar que país vai ganhar a licitação (e futuras licitações também). Aparentemente, o dólar vai subir repentinamente em 17 de junho. O conhecimento exato do vencedor na competição internacional dá motivos para fazer algumas previsões sobre o desenvolvimento do mercado mundial de petróleo.

Primeiramente, depois de 17 de junho, o dólar vai repetir o crescimento de 1999-2001. Os EUA atacaram a Iugoslávia em 1999, quando a taxa era de US$ 1,19 por euro. Depois da ocupação de Kosovo em junho de 1999, a moeda norte-americana começou a crescer e alcançou o nível de US$ 0,84 por euro. As conquistas norte-americanas no Iraque são muito maiores que na Iugoslávia, então deve-se esperar um crescimento maior da moeda norte-americana em todo o mundo. Ela deve valorizar-se em 40 ou 50 porcento rapidamente. Em segundo lugar, a valorização do dólar deve durar muito. A reserva de petróleo iraquiano é estimada em US$ 122 bilhões de barris. A produção diária de óleo cru no Iraque antes da guerra era de cerca de 3 milhões de barris. De acordo com estimativas de especialistas, a produção de óleo cru pode atingir o nível de 8 milhões de barris de petróleo por dia, no final deste ano. 15 milhões de barris de petróleo pode se tornar realidade também, se houver investimentos para isso. É fácil calcular que os Estados Unidos vão garantir a importação de óleo cru barato pelos próximos 20 anos.

Finalmente, países produtores de óleo cru não irão conseguir evitar a crise e isso vai arruinar suas moedas nacionais. Os norte-americanos não fariam uma guerra contra o Iraque para continuar pagando caro de outros países, pois o custo para extrair petróleo no Iraque e enviá-lo aos EUA é de 5 dólares por barril. No que diz respeito à Rússia, o mercado de petróleo russo deve entrar em colapso e a taxa de câmbio deve atingir o nível de 60 rublos por dólar (um dólar custa 30 rublos atualmente). É hora da Rússia começar a pensar sobre como ela pode lucrar nas próximas duas décadas. Igor Suzdaltsev Candidato a ciências histórias Moscou Traduzido por Carlo Moiana Pravda.Ru MG Brasil

 
3792
Loading. Please wait...

Fotos popular