Pravda.ru

Notícias » Mundo


Petição Em Defesa da Cuba

14.04.2010 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

Agradecemos suscribir a nombre de organizaciones y de personas individuales el manifiesto “en defensa de cuba” a través del site www.porcuba.org

MANIFESTO “EM DEFESA DE CUBA”

A propósito da Resolução de 11 de Março do Parlamento Europeu sobre Cuba, os intelectuais, académicos, lutadores sociais, pensadores críticos e artistas da Rede Em Defesa da Humanidade, manifestamos:

1. Que partilhamos a sensibilidade mostrada pelos parlamentares europeus acerca dos prisioneiros políticos. Como eles, nos pronunciamos pela imediata e incondicional libertação de todos os presos políticos, em todos os países do Mundo, incluindo os da União Europeia.

2. Que lamentamos profundamente, tal como eles, o falecimento do preso comum Orlando Zapata, porém, não admitimos que sua morte, primeira “…em quase quarenta anos” de acordo com o proprio Parlamento, seja deturpada com fins políticos muito distintos e contrários aos de defesa dos direitos humanos.

3. Que instar "…as instituições europeias, dêem o seu apoio incondicional e alento sem reservas ao início de um processo pacífico de transição política para uma democracia multipartidária em Cuba", não é apenas um acto de interferencia, que nós reprovamos em virtude de nosso compromisso com os princípios da não intervenção e autodeterminação dos povos -defendidos também pela ONU- e contra da colonização, mas que presupõe um modelo único de democracia que, por certo, cada vez se mostra mais insuficiente e questionável. A procura e o aprofundamento da democracia supõe, entre outras coisas, transcender seus níveis formais e inventar novas formas autenticamente representativas, que não necessáriamente limitadas ao pluripartidarismo que, como bem se sabe, encobre frequentemente o facto de que as decisões sobre os grandes problemas mundiais são tomados unilateralmente por pequenos grupos de interesses, com enorme poder, sobre os regimes partidários.

4. Que pretender justificar uma intromissão nos assuntos políticos internos do povo cubano, manipulando mediaticamente o caso de Orlando Zapata -delinquente comum e de maneira nehuma preso político- coincide com as políticas que están sendo aplicadas na América Latina, para deter e distorcer os processos de transformação e emancipação que estão em curso e se soma ao criminoso bloqueio a que tem sido submetido o povo cubano, só pelo simples facto de não aceitar imposições e defender seu direito a decidir seu destino com dignidade e independência.

5. Que partilhamos as preocupações manifestadas por parlamentares no respeito pelos direitos humanos em Cuba, mas que seja extensivo a todos os países do Mundo. Assim como se preocupam com o criminoso que morreu (em quarenta anos que não há história semelhante) também convidamos a exigir pôr um fim à ocupação de Gaza e da perseguição ao povo palestiniano, que tem causado milhares de mortes; o fim da ocupação do Iraque e no Afganistão semeando a morte e o terror nas aldeias e cidades; os bombardeamentos nesses lugares com o argumento de defender a democracia); o fim da dupla ocupação do Haiti; o encerramento da prisão de Guantánamo e a entrega desse mesmo território ao seu legítimo dono que é Cuba; a devolução das Ilhas Malvinas à Argentina; e, por suposto, o fim de um bloqueio que viola os direitos humanos do povo cubano, o qual pode pôr em dúvida a qualidade moral de quem exige tratamento humano para um criminoso, quando se o nega ao povo cubano por enteiro.

O assédio económico e mediático a que está sendo submetida Cuba, mesmo antes da morte do prisioneiro comum Orlando Zapata, constitui um atentado contra os direitos humanos e políticos de um povo que decidiu criar um caminho diferente.

Exigimos respeito aos processos internos do Povo Cubano para definir e exercer a sua democracia, consequentemente com os princípios universais da não intervenção, acordados pelas Nações Unidas.

Rede em defesa da Humanidade. Pablo González Casanova, Víctor Flores Olea, Ana Esther Ceceña.

Para manifestar o seu apoio a este Manifesto "Em defesa de Cuba", pode faze-lo em nome pessoal, de um colectivo, organização, etc., NO SITE www.porcuba.org

 
4389
Loading. Please wait...

Fotos popular