Pravda.ru

Notícias » Mundo


Assange permanecerá preso até o julgamento de extradição nos EUA

11.10.2019 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 
Assange permanecerá preso até o julgamento de extradição nos EUA. 31896.jpeg

Assange permanecerá preso até o julgamento de extradição nos EUA

 

Londres, 11 de outubro (Prensa Latina) O Tribunal de Magistrados de Westminster ratificou hoje que o fundador do Wikileaks, Julian Assange, deve esperar na prisão pela justiça britânica para decidir em fevereiro próximo sobre sua extradição para os Estados Unidos.

 

De acordo com o juiz Tan Ikram, em resposta a um recurso interposto pelos advogados de Assange, existem razões significativas para acreditar que Assange fugiria se ele fosse libertado.



Assim, Ikram ratificou o veredicto proferido em setembro passado por sua colega Vanessa Baraitser, apesar de o ciberativista cumprir metade da sentença de 50 semanas de prisão imposta em abril por violar um vínculo concedido em 2012 e é elegível para sair em liberdade condicional.



O magistrado anunciou que Assange, que apareceu por videoconferência da prisão de Londres em Belmarsh, deve retornar ao tribunal, desta vez pessoalmente, em 21 de outubro, para outra audiência a pedido de seus advogados, que alegam que a saúde de seu réu está muito abalada.



A audiência da petição de extradição apresentada pelos Estados Unidos, que já foi aprovada pelo governo britânico, está prevista para o final de fevereiro próximo.



Se ele for entregue ao sistema de justiça americano, que quer julgá-lo por espalhar milhares de documentos secretos da diplomacia dos EUA e do Exército no portal Wikileaks, Assange pode ser condenado a 175 anos de prisão como resultado das 18 acusações pelas quais ele é acusado.

O jornalista australiano, que esteve asilo por sete anos na embaixada do Equador em Londres, foi preso pela Scotland Yard em 11 de abril passado, depois que o governo do presidente Lenin Moreno retirou a proteção diplomática, concedida em 2012 pelo então presidente Rafael Correa .



Após sua prisão, o Tribunal de Magistrados de Westminster o sentenciou a 50 semanas de prisão por violar um vínculo concedido pela justiça britânica em relação a um caso de suposto crime sexual cometido na Suécia e que mais tarde foi demitido pelo Ministério Público naquele país nórdico





mgt/nm/jcfl

https://www.prensalatina.com.br/index.php?o=rn&id=26549&SEO=assange-permanecera-preso-ate-o-julgamento-de-extradicao-nos-eua

 

 
2953

Fotos popular