Pravda.ru

Notícias » Mundo


Japão: Últimas - 1.375 mortos, dezenas de milhares de desaparecidos

11.03.2011 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

Vamos atualizando as notícias nesta coluna. O número de mortos e desaparecidos vai com certeza chegar aos milhares. Só em Sendai, 300 corpos foram encontrados no mar. O terremoto foi 8.000 vezes mais forte que aquele que recentemente devastou Nova Zelândia. Só em Minamisanriku, cidade no norte do Japão, há quase 10.000 desaparecidos.

O terremoto de 8,9 na escala Richter teve o epicentro cerca de 400 quilómetros da costa ocidental do Japão às 14.46 hora local (05.46 GMT, 08.46 MSK, 02.46 Brasília), a uma profundidade de 30 km. É um dos maiores terremotos nos últimos 40 anos. Pouco depois, um tsunami de mais de dez metros de altura embateu na costa, devastando a cidade de Sendai.

Grandes incêndios deflagraram em Tóquio, numa refinaria de petróleo em Ichichara perto da cidade capital, outro na turbina do reator nuclear de Fukushima. 4 outros reatores se fecharam automaticamente com sucesso e o Primeiro Ministro Naoto Kan confirmou que não há fuga de radiação.

No entanto, a situação no reator de Fukushima causou as autoridades a emitir um estado de emergência. Milhares de pessoas foram evacuadas da zona mas parece, segundo as nossas fontes no lugar, que a situação está controlada. Os EUA levaram produtos químicos à área no caso de as autoridades japonesas precisarem, mas até agora não foi preciso.

O tsunami atravessou uma área imensa - até 10 km da costa japonesa. Viajando a 800 km/hora, já chegou à costa ocidental dos EUA mas sem causar grandes danos. Nas próximas horas vamos saber dos danos humanos e materiais que causou no Oceano Pacífico.

No Japão, já sabemos:

4 trens/comboios desaparecidos; 1 navio com 100 pessoas a bordo desaparecido; incêndios em muitos edifícios em Miyagi (prefeitura); um terço da cidade de Kesennuma debaixo da água; incêndios numa fábrica petro-química de Sendai e numa refinaria de petróleo de Ichihara; 1.800 casas destruídas em Minamisoma, prefeitura de Fukushima; na mesma prefeitura, uma barragem rebentou.

Timofei Belov

Pravda.Ru

 

 
2460
Loading. Please wait...

Fotos popular