Pravda.ru

Notícias » Mundo


Slobodan Milosevic “morre” misteriosamente

11.03.2006 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

O ex-Presidente da Sérvia, Slobodan Milosevic, foi encontrado morto na sua cela no complexo de Scheveningen, Haia, nas primeiras horas deste Sábado, mas foi em Belgrado que a notícia foi dada primeiro, pela estação de rádio B92. Por quê o silêncio?

Slobodan Milosevic foi encontrado sem vida deitado por cima da sua cama por um guarda no centro de detenção, onde foi levado depois de ser raptado ilegalmente por forças afectas a NATO em 2001 e onde, quando chegou, a procuradora, Carla del Ponte, o declarou culpado, antes ainda do processo legal ter iniciado. Esse acto de rapto contrariou as leis da Sérvia e do Estado Federal da Jugoslávia em vigor na altura. A questão do rapto e da detenção ilegal na Haia nunca foi abordada pela comunidade internacional.

Slobodan Milosevic, 64, tinha pedido ao TPI um período de tratamento médico na Federação Russa, que foi negado, mesmo que nos Países Baixos os médicos fossem incapazes de o ajudar definitivamente na sua condição – com tensão arterial alta e os resultantes problemas cardíacos. Por quê é que seus direitos lhe foram negados?

No meio de conduzir a sua própria defesa, Slobodan Milosevic estava prestes a chamar uns nomes ressonantes nos circuitos políticos internacionais para falar. Agora, não terão de aparecer. Quão conveniente a “morte” de Slobodan Milosevic.

Com o “desaparecimento” de um testemunho importante há menos que uma semana – Milan Babic, que se suicidou – o centro de detenção da Haia poderia ser rotulado da Ala de Morte e evidentemente não tem a capacidade nem as condições para albergar e proteger seus prisioneiros.

Com Babic e Milosevic fora da cena, não só acaba o capítulo, fecha-se o livro. E Carla del Ponte deve estar a suspirar de alívio.

Slobodan Milosevic, 1941 - 2006

Slobodan Milosevic nasceu em Pozarevac, Sérvia, em 1941 e formou-se em direito em Belgrado. Trabalhou na Empresa Estatal de Gás depois de ser conselheiro ao Presidente da Câmara de Belgrado, e chegou a ser Director Geral desta empresa, e depois Presidente da Beogradska Banka, antes de entrar na vida política, onde foi Secretário-Geral dos Partidos Comunistas de Belgrado, Sérvia e depois Jugoslávia. Mais tarde, fundou o Partido Socialista da Sérvia.

Foi eleito democraticamente Presidente da Sérvia nas primeiras eleições pluripartidárias desde a segunda guerra em 1989, re-eleito em 1992 e 1997.

Apanhado na rede de caos durante a implosão da Jugoslávia nos anos 1990, devido à intrusão e intromissão de poderes e forças estrangeiros, Slobodan Milosevic será lembrado pela sua tentativa de livrar seu país do flagelo de terrorismo internacional - o UÇK – Ushtria Çlirimtare e Kosoves (ELK – Exército de Libertação de Kosovo, KLA em inglês), apoiado pela Al-Qaeda, e também por ter tornado viável o Acordo de Paz de Dayton na Bósnia.

Esforçado a deixar o poder durante uma sublevação popular em 5 de Outubro de 2000, Slobodan Milosevic foi preso no dia 1 de Abril do ano seguinte sem quaisquer acusações formais terem sido servidas, antes de ser raptado e detido ilegalmente na Haia. Desde então esteve a defender-se sozinho contra as acusações da equipa da procuradora Carla del Ponte, cuja missão foi manter a pressão sobre um lado principalmente, enquanto exonerava os verdadeiros culpados pela confusão nos Balcãs, os poderes ocidentais.

Acusado de vários crimes contra a humanidade e de genocídio, já nem importa quais porque sob quaisquer normas legais em qualquer estado de direito, uma pessoa é presumido inocente até provas ao contrário. Carla del Ponte falhou rotundamente na sua tentativa de violar a profissão legal e colocar Slobodan Milosevic atrás das grades. Quem é o último a rir, e a triunfar, é Slobodan Milosevic.

Timothy BANCROFT-HINCHEY PRAVDA.Ru

 
3898
Loading. Please wait...

Fotos popular