Pravda.ru

Notícias » Mundo


Federação Democratica Internacional de Mulheres repudia invasão Siria

10.09.2013 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 
Federação Democratica Internacional de Mulheres repudia invasão Siria. 18852.jpeg

Federação Democratica Internacional de Mulheres repudia invasão Siria -Fdim internacional - Por Márcia Campos

 

Creio que todos e todas acordamos hoje mais indignados do que fomos dormir ontem. A insensatez dos americanos, sua arrogância sistemática, os fazem pensar que estão acima do bem e do mal. A mobilização de todos e todas ao redor do mundo, repudiando, denunciando, exigindo que essa guerra não aconteça é nossa determinação.


Vamos mandar cartas para todos os parlamentares do congresso americano, para a Casa Branca, para os presidentes de nossos países para que não se somem a essa atitude sanguinária, vamos nos mobilizar nas ruas, praças, avenidas, escolas, bairros, enfim em todos os espaços de nosso Planeta.. A unidade de todos e todas é nossa força! Nossa determinação em lutar pela Paz é nossa vitória! A resistencia do povo Síria a essas agressões é a força que alavanca a nossa luta.


A FEDERAÇÂO DEMOCRÁTICA INTERNACIONAL DE MULHERES - FDIM -, vem a público protestar e repudiar contra a recente decisão do imperialismo americano de invadir a Síria. Mais uma vez os EUA, sob protestos de toda a comunidade internacional e com apoio da mídia golpista que os representa em vários países, se prepara para lançar misseis contra o povo e a nação Síria. A eles não interessa a opinião publica de seu próprio país e muito menos as vozes de protesto que se escutam em todas as partes do Planeta.


A FDIM se mobiliza em todas as partes do mundo para impedir essa agressão e toma às ruas, em mobilizações cada dia maiores,em defesa do povo e das mulheres sírias.


A FDIM condenou o horrendo massacre premeditado acontecido no subúrbio de Damasco na Síria entre os dias 20 e 21 de agosto.. A FDIM se soma à organizações sociais que em todo mundo denunciam e alertam sobre a campanha midiática orquestrada pela Arábia Saudita para incriminar o governo sírio na clara intenção de induzir a opinião pública em apoiar uma intervenção estrangeira dos Estados Unidos e seus aliados do Golfo Pérsico contra um país que se demonstrou resistente à ingerência dos Reis da Guerra. 


Querem uma vez mais reproduzir uma tentativa inescrupulosa para repetir a História recente do Iraque que levou os povos em toda a parte a se somarem numa única voz contra as agressões imperialistas dos EUA contra nações que não se submetem a sua política. 


O Vaticano temendo uma nova agressão do tipo do Iraque pediu cautela e afirmou que não se pode basear em acusações infundadas.


Também fontes internacionais, afirmam que a recusa do Conselho de Segurança da ONU em condenar o Governo da Síria são baseadas em provas documentárias e fotos apresentadas pela Rússia que mostra envolvimento direto de uma facção radical islâmica mascarada sob o Islamismo e sob a tutela dos "revolucionários da Morte". 


Nossa luta contra a invasão à Síria cresce em todo mundo. A Rússia e a China na ONU vetaram o bombardeio à Síria. O Parlamento inglês também vetou a invasão.


Conclamamos as mulheres de todo mundo que se mobilizem e que apelem aos jornalistas e analistas políticos de seus países, que prezam pela Ética e pela Verdade para que não se submetam às agências de notícias que comportam como veículos serviçais como a Aljazeera do Qatar e Al-Arabya da Arábia Saudita e suas repetidoras globais, em todas as partes.


A crise na Síria se resolve entre os sírios e sem a ingerência externa dos Estados Unidos, Turquia, Arábia Saudita, Qatar, Israel e seus aliados súditos que de longe esqueceram os valores de suas Democracias e de Mundo Livre ressuscitando seus históricos de colonialismo e imperialismo otomano e ocidental.


VAMOS GANHAR ESSA LUTA! FORÇA, GARRA, DETERMINAÇÃO E UNIÃO!
VIVA A SÍRIA!

 

 
4859
Loading. Please wait...

Fotos popular