Pravda.ru

Notícias » Mundo


Coreia: Rússia prossegue caminho de paz

08.01.2003 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

A Federação Russa está empenhada numa resolução diplomática e pacífica da crise no Coreia. O MNE de Coreia de Sul, Kim Han Guiun, considera que Moscou está bem posicionado para convencer a República Democrática Popular de Coreia (RDPC)a suspender o seu programe nuclear.

A crise foi iniciado por Washington, que esperou até meados de Dezembro, quando o inverno estava no seu ponto mais frio, quando a população da RDPC estava mais necessitada de combustível para aquecer as suas casas, para interromper o fornecimento de diesel. A falta de combustível fez com que o governo da RDPC ameaçou recomeçar o seu programa nuclear, expulsando dois membros da equipe de inspecção da Agência Internacional de Energia Atómica.

Washington retaliou por insinuar que iria introduzir outras sanções contra Pyongyang, uma posição que levou a RDPC a declarar que qualquer interferência no comercio da RDPC e o mundo exterior seria considerado um ato de guerra, ao qual a resposta seria adequada. Ontem 100,000 pessoas se manifestaram em Pyongyang a favor do seu governo, que anunciou que iria aumentar a verba para despesas militares, atualmente representando 14.5% do PIB.

A Federação Russa apelou às duas partes, sugerindo a Washington e Pyongyang que entrassem em conversações. Moscou continua empenhado na desnuclearização da Península Coreana, estando por isso disposto a desempenhar um papel fulcral para que Pyongyang desiste da sua intenção de reabrir o seu programa nuclear.

Resta dizer que se Washington não tivesse interrompido o fornecimento de diesel numa altura crítica, o que foi ao menos um ato desumano, a atual crise não teria começado.

Javier BRANCO PRAVDA.Ru BRASÍLIA BRASIL

 
1760
Loading. Please wait...

Fotos popular