Pravda.ru

Notícias » Mundo


Claude Mangin no aeroporto de Casablanca após expulsão de Rabat

07.02.2017 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 
Claude Mangin no aeroporto de Casablanca após expulsão de Rabat. 25971.jpeg

Claude Mangin no aeroporto de Casablanca após expulsão de Rabat

Claude Mangin, esposa de Naama Asfari está em protesto no aeroporto de casablanca após expulsão de Rabat. Mangin é francesa e esposa de Asfari, um dos presos politicos de Gdeim Izik, ativista saharaui injustamente condenado por um tribunal militar a trinta anos de prisão em 2010.

Claude foi impedida de sair do aeroporto de Rabat pelas autoridades marroquinas obrigando-a a ir para Casablanca. A Sra. Mangin vinha visitar o seu marido, esta professora de história e geografia já tinha sido arbitrariamente expulsa m outubro. Naâma Asfari, que foi preso no processo de desmantelamento do acampamento de protesto Gdeim Izik em 2010, apresentou uma denúncia das torturas sofridas junto dos tribunais franceses e ao Comité das Nações Unidas contra a Tortura, que condenou Marrocos neste caso.

Em 27 de julho, o Supremo Tribunal anulou a condenação do tribunal militar contra esses ativistas. Um julgamento de recurso fou aberto em 26 de dezembro. E deve ser continuado em 13 de março. O direito de visita da sua esposa francesa assim como dos seus advogados é um direito básico de Naâma Asfari, que mais uma vez é desrespeitado pelas autoridades marroquinas.

A Sra. Mangin afirmou que está determinada a ficar no aerporto de Casablanca até que lhe seja autorizada a visita ao seu marido.

Ás 22h30 hora local em contacto com Isabel Lourenço disse: "Estou numa sala de embarque, tenho frio mas estou determinado a ficar até a recuperação do meu direito de visita.

Visita

 
1851
Loading. Please wait...

Fotos popular