Pravda.ru

Notícias » Mundo


Supremo Líder culpa o Ocidente por crise no Iraque e opõe-se a intervenção estrangeira

04.07.2014 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 
Supremo Líder culpa o Ocidente por crise no Iraque e opõe-se a intervenção estrangeira. 20524.jpeg

Agência Fars, Teerã

http://english.farsnews.com/print.aspx?nn=13930401001024

Teerã (FNA) - O supremo líder da Revolução Islâmica aiatolá Seyed Ali Khamenei responsabilizou os EUA e outras potências ocidentais pela crise pela qual está passando o Iraque, e manifestou sua oposição a qualquer intervenção externa naquele país muçulmano.

"Na questão do Iraque, as potências ocidentais hegemônicas, especialmente os EUA, buscam aproveitar-se da ignorância e do viés nas posições de vários elementos sem poder para decidir" - disse o aiatolá Khamenei em encontro com o chefe do Judiciário, Sadeq Amoli Larijani, e outros altos funcionários do Judiciário iraniano, em Teerã, nesse domingo.

O Supremo Líder destacou que os inimigos visam a privar a nação iraquiana de tudo que conseguiu realizar depois que as forças dos EUA retiraram-se do país; a mais importante dessas realizações foi construir um sistema democrático.

"Os EUA não gostaram do resultado das eleições, com alto comparecimento de eleitores e o povo escolhendo os próprios governantes, porque os EUA querem dominar o Iraque e pôr no poder gente que obedeça aos EUA."

O Aiatolá Khamenei referiu-se ao que disseram funcionários dos EUA que tentam apresentar o conflito no Iraque como guerra sectária, e disse: "O que aconteceu no Iraque não é guerra entre xiitas e sunitas, e os principais elementos por trás das sedições no Iraque são hostis aos crentes sunitas e aos que creem na independência do Iraque, tanto quanto são hostis aos xiitas."

Disse que o Irã opõe-se a intervenção estrangeira no Iraque: "Acreditamos que o governo e a nação iraquiana e a liderança religiosa do país são capazes de pôr fim à sedição e, se Deus quiser, conseguirão fazê-lo."

Depois dos recentes ataques terroristas levados a efeito pelo Estado Islâmico do Iraque e Levante (ISIL) muitos oficiais iranianos culparam as potências ocidentais, especificamente os EUA, pela crise no Iraque.

Em comentários importantes no sábado, o comandante da Força Basij [voluntários] do Irã, general-brigadeiro Mohammad Reza Naqdi destacou que a recente crise no Iraque foi resultado da colaboração de grupos terroristas com membros do Partido Ba'ath e operações de espionagem dos EUA.

"Os norte-americanos revelaram seus golpes depois do fracasso dos grupos seus preferidos nas eleições parlamentares no Iraque, e entraram em cena para 'maquiar' o fracasso deles próprios, naquelas eleições" - disse Naqdi em Teerã.

Disse que o norte do Iraque foi rendido por grupos terroristas, depois que vários comandantes do exército do Iraque foram traídos pelos EUA e enviaram unidades para que se unissem ao ISIL.

Naqdi disse que enganar os comandantes iraquianos, alguns dos quais foram forças do antigo Partido Ba'ath, teria sido impossível sem a atividade e a coordenação das agências de espionagem.

"As ações recentes dos norte-americanos no Iraque não são campanha de guerrilha; eles lá só conduziram operações de espionagem."

Disse que o objetivo da crise criada pelo ISIL, por ex-Ba'athistas e pela agência de espiões dos EUA no Iraque é semear a discórdia entre muçulmanos xiitas e sunitas iraquianos.

Mais cedo, Naqdi havia dito que os recentes ataques pelos terroristas do ISIL no Iraque são novo golpe pelos EUA, para criar discórdia entre o povo iraquiano.

"A cena que eles criaram no Iraque é o resultado das tentativas dos EUA, por trás das cortinas, para semear discórdia, e com certeza os norte-americanos são o principal agente por trás daqueles eventos" - disse na cidade de Ramsar, no norte do Iraque, na 4ª-feira.

Disse também que os EUA e seus aliados dão tal importância ao petróleo do Iraque que fariam qualquer coisa que possam para proteger seus interesses nesse campo.

No início do mês, o secretário do Conselho Supremo de Segurança Nacional do Irã [ing. SNSC] Ali Shamkhani, em encontro com o primeiro-ministro do Governo Regional do Curdistão Iraquiano (KRG) Nechirvan Barzani, também responsabilizara estados ocidentais e regionais pela atual crise no Iraque.

"A atual crise no Iraque é resultado da intromissão e da colaboração de inimigos da nação iraquiana, que tentam impedir que o desejo e a determinação do povo iraquiano ganhem expressão política e convertam-se em ações" - disse  Shamkhani, em reunião em Teerã.

Conclamou os curdos, xiitas e sunitas iraquianos a unirem-se e defender o país, de modo a que seja possível restaurar a paz, a tranquilidade e a segurança, afastando o perigo do terrorismo que se espalha pela região. *****

Tradução: Vila Vudu

 

http://www.iranews.com.br/noticia/12271/supremo-lider-culpa-o-ocidente-por-crise-no-iraque-e-opoe-se-a-intervencao-estrangeira

 

 
6059
Loading. Please wait...

Fotos popular