Pravda.ru

Notícias » Mundo


Bin Laden morto: E daí?

02.05.2011 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

"Um oficial anónimo dos EUA disse que Osama bin Laden está morto e foi enterrado no mar". Bem, não poderia ficar muito mais vago do que isso, pois não? E quanto à verificação da notícia, tudo que temos são boatos, a fonte de informação sendo pouco mais do que a coscuvilhice na padaria... e uma fotografia falsa.

As notícias hoje em dia aparecem como fofoquice. Ei lá, você ouviu as notícias? Alguém ouviu a esposa do padeiro dizendo que ouviu alguém a dizer no cabeleireiro que aquele ator, o que é seu nome? Você sabe, aquele ator que aparece na televisão... ele é gay! Puxa vida, ele nunca vai chegar perto da minha filha! Poderia estuprá-la!

E agora para algo totalmente indiferente... um funcionário não identificado norte-americano diz que Osama bin Laden foi morto em Abbottabad, 50 km. a partir de Islamabad, no Paquistão, em um tiroteio com forças especiais dos EUA, uma década após o lançamento da ofensiva no Afeganistão e 12 anos depois do mesmo Osama Bin Laden ser visto criticamente doente em tratamento para problemas renais em uma clínica no Oriente Médio. Ainda por cima, o corpo foi enterrado no mar. Que conveniente!


O problema é que pode alguém acreditar seriamente numa palavra que a mídia comprada diz hoje em dia, e especialmente quando a fonte provém dos EUA ou Reino Unido? As mentiras que levaram à invasão do Iraque (relatórios infundados de que o governo de Saddam Hussein tinha armas de destruição massiva que representavam uma ameaça imediata para os EUA e seus aliados, a falsificação de documentos que atestavam que o mesmo governo já havia tentado comprar urânio do Níger, e em seguida, a tese copiada e colada da Net - a "inteligência maravilhosa" de Colin Powell, conjurado por um funcionário do MI6 que fabricou um casus belli em dez segundos apenas), as mentiras que levaram à invasão da Líbia, e a demonologia falsa, infundada e totalmente imerecida rodeando a figura de Muammar Al-Qathafi (terroristas são descritos como civis desarmados) destruiu qualquer grão de credibilidade destas fontes.

Assim é a morte de Osama bin Laden uma repetição da "morte" de Saddam Hussein? Pravda.Ru relatou naquela altura, nesta coluna, que antes da invasão em 2003, a última vez que Saddam Hussein tinha sido visto foi em 1998, parecendo estar gravemente doente deitado em uma maca com câncer dos gânglios linfáticos, pesando cerca de 48 quilos e com a cara amarela. Cinco anos mais tarde, ele parece 10 anos mais jovem com um conjunto diferente de dentes e uma estrutura de mandíbula totalmente reformulada. "Ele deve ter morrido, porque eu vi a cena de enforcamento na Net". Não viu não. Na verdade, a única coisa que você não vê nessa reconstrução pueril o enforcamento em si.

Será que Saddam Hussein morreu muito antes da invasão, e teve lugar essa invasão porque os aliados suspeitavam que o regime estava usando duplos para perpetuar a sua existência, decidindo entrar antes que Al-Qaeda pudesse colocar suas mãos sobre os programas de armas? Nós nunca saberemos.

Nem vamos saber a verdade sobre Osama Bin Laden, a menos que haja melhor evidência documentada e muito mais que boatos e isso passa por ver um corpo. Os primeiros relatos dizem que ele foi enterrado no mar com ritos muçulmanos. Uma fotografia falsa circulou na Internet de um rosto ensanguentado que deveria ser o de Osama Bin Laden. Mas não era. Faz alguma diferença, afinal? Osama Bin Laden morreu? E se morreu, e depois?

Tem alguma importância relevante? Nem por isso. Al-Qaeda, como ela existe, é uma coleção muito vagamente organizada e não mais do que amadores heterogéneos que têm dificuldade em incendiar os seus sapatos ou suas cuecas em aviões de passageiros. Sejamos honestos: se eu queria (mas não quero), eu poderia fazer muito mais sozinho, com acesso ao tipo de dinheiro da Al-Qaeda é suposto ter. Ora bem, como esse bando de incompetentes conseguiu a operação de 9/11 desafia a lógica ...

Até agora Osama bin Laden teria descentralizado o comando e controle de sua operação (como operacional, foi excelente) e a cadeia de comando de qualquer maneira era horizontal e não vertical, sendo a organização composta por células regionais com financiamento central.

Com muitas mãos agora a terem acesso a este financiamento, a suposta morte de Osama Bin Laden parece mais um golpe publicitário para um presidente com índices de popularidade alarmantes, assim como Bush fez uso da ameaça de Bin Laden placa pouco antes de sua reeleição.

Quanto a mim, até que provas mais credíveis apareçam sobre a morte do homem mais procurado da América, eu fico céptico como eu sempre estou com tudo que a mídia comprou diz, algo que sinto também para os representantes dos regimes em Washington de ambos os lados do espectro político.

Timothy Bancroft-Hinchey
Pravda.Ru               

 
5861
Loading. Please wait...

Fotos popular