Pravda.ru

Notícias » Mundo


Líbia: Africanos preocupados

01.05.2011 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

Exmo Senhor Chefe de Estado

Presidente Medvedev, Primeiro Ministro Putin

Assunto: Preocupação face aos Acontecimentos na Líbia

Há cerca de dois meses as Nações Unidas decidiram impor uma sanção e zona de exclusão à Líbia, sob pretexto de proteger a população civil dos confrontos entre as forças Rebeldes e as forças pró Governo Líbio.

Acontece porém que as forças encarregues da missão da ONU, "per si" questionável, não se coíbem de lançar sistematicamente bombas contra o Estado Soberano Líbio, em violação clara de todas as normas estabelecidas, mormente   na Resolução nº 1793.

Entendemos também, por declarações dos líderes Europeus como o Sr Sarkozy e das últimas acções da NATO neste pais, que estamos em presença do que se pode catalogar como terrorismo de Estado. É disto exemplo o ataque levado a cabo no dia 26 de Abril contra os escritórios e residência do Guia da Revolução Líbia, Coronel Muammar Al Gadaphi.

Senhor Presidente, Senhor Primeiro Ministro, os países africanos viram as suas riquezas saqueadas pelas potências ocidentais, como a França, Reino Unido, Portugal, Itália durante mais de quinhentos anos. Com a ajuda da então União Soviética, estes povos tornaram-se livres, contudo uma certa hipocrisia por parte de algumas ex-potências coloniais que numa perspectiva neo-colonial procuram contrariar a independência efectiva das Nações Africanas, que estabelecem   parcerias para a prorrogar  o seu domínio e controlo de África.

Para contrariar estas desigualdades, a Líbia sob a égide do líder guia Muammar Al Gadaphi, exortou na OUA os países africanos ora livres, a reivindicar os seus direitos em prol dos seus povos que durante séculos  sofreram a humilhação esclavagista, e a não ceder a manobras encapotadas das ex-potências colonizadoras para aceitar protocolos de cooperação que não promova reciprocamente o beneficio para ambas as partes em prol do Desenvolvimento em África.

Na memória colectiva dos Povos Africanos a Rússia demarca-se das demais nações, e está bem presente de que o seu apoio da foi decisivo na luta pela descolonização bem como na construção de novos estados africanos.

Senhor Presidente, na cena internacional a sua Voz representa o Prestigio e a Solidariedade de uma Nação forte, pelo que os Povos Africanos apelam uma vez mais à sua ajuda para transmitir aos países ocidentais e os seus representantes, designadamente o Senhor Sarkozi, que:

a África precisa de parceiros para construir a paz e a estabilidade.

a África está cansada de guerras injustas impostas, sempre pelas ex-potências  coloniais que não se cansam de "ad eternum" continuarem a controlar territórios e riquezas africanas.

Confiantes na solidariedade sempre demonstrada pela Rússia em todos os momentos difíceis de África, e pelo que representa no que toca a liberdade dos povos, solicitamos a Vossa Excelência o seu Alto Patrocínio na qualidade de membro do Conselho Permanente das Nações Unidas, para promover junto deste Organismo uma reavaliação da actual situação na Libia e a suspensão do mandato atribuído à NATO no âmbito da referida resolução, de forma a que o povo Líbio possa encontrar no seu seio uma solução pacifica através do diálogo, e chegar a uma paz duradoura para o bem de toda a África e das demais Nações.

Danilo Salvaterra

Lisboa, Portugal

 
4340
Loading. Please wait...

Fotos popular