Pravda.ru

Notícias » Desporto


Brasil: Uma republica de bananas

30.08.2016 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 
Brasil: Uma republica de bananas. 24999.jpeg

Brasil: Uma republica de bananas - Um povo midiotizado e as instituições nada democráticas

Constantemente me encontro com diplomatas dos mais diversos países em Brasília e a pergunta é uma só.

"Valter como isso pode acontecer no Brasil? Porque o povo não reage?  No meu país temos uma oposição rigorosa contra  o governo, mas se alguém ou instituições ousarem darem um golpe, de imediato as oposições e o povo estarão ao lado do governo em defesa da democracia".

Valter Xéu*

E assim, vou ouvindo e na maioria das vezes sem nenhuma resposta para dá, pois não precisa e tudo esta ai bem visível.

Confesso que aquele orgulho de ser brasileiro já não me acalenta mais.

Imaginava que o meu país, uma das sete maiores economias do planeta, respeitado e admirado em todo mundo e que restávamos a caminho de nos tornarmos uma verdadeira potência, pois temos tudo no Brasil para fazer dele um dos países mais rico do mundo, com uma democracia plena e suas instituições funcionando normalmente e formando aquilo que chamamos de os guardiões da democracia.

Ledo Ivo Engano.

De repente acordei do meu estado de alegria e mim vi em um país  onde o que eu imaginava ser os guardiões, não passa de uma corja de vermes e que de há muito vinha tramando nos bastidores para tomar o país de assalto.

Sinto-me como brasileiro envergonhado perante o mundo e aquele país que eu imaginava caminhando aceleradamente rumo ao progresso e ao desenvolvimento pleno, não passa de uma republiqueta de bananas, onde a mídia cuida de refrear as medidas de reação do povo, povo esse completamente midiotizado por uma informação falsa e manipulada e que só visa favorecer aos vermes  que se instalaram no poder com anuência dos ratos do congresso e respaldado por um judiciário que tem facilidades de transformar membros do antigo governo em réus, levando à execração pública enquanto o outro lado, que todos conhecem muito bem, apesar das inúmeras acusações nas delações, nada lhes acontece e nesse assunto, o braço da lei não é curto e sim inexistente.

Vemos (imaginem um palavrão qualquer) que tudo foi armado de jeito que levasse a população às ruas para protestar contra um governo legitimamente eleito pelo povo com denúncias de corrupção, e ai o papel da mídia foi fundamental onde qualquer denúncia era logo ampliada em rede nacional.

Arrumaram o crime de responsabilidade fiscal para condenar uma presidente, quando nos últimos trinta anos, todos os que passaram pelo Palácio do Planalto fizeram o mesmo e que governadores e prefeitos continuam a praticar por todo o pais. Com as mesmas empreiteiras das obras faraônicas da ditadura militar.

Os golpistas com o apoio do judiciário, desmontou o governo levando-o  a um empastelamento onde qualquer ato da presidenta era derrubado no STF com o argumento de que eram institucionais como a nomeação de Lula para a Casa Civil que foi barrada pelo supremo com alegações do ex-presidente estar sendo investigado pela Lava Jato, mas esse mesmo supremo simplesmente fechou os olhos para a indicação pelo interino de sete ministros envolvidos com a Lava Jato além dele próprio.(outro palavrão aqui cairia bem).

Pensa que a mídia chiou? Nada disso aconteceu e até mesmo aqueles que foram as ruas pedir a saída de um governo eleito, não voltaram a se manifestar, o que vem demonstrar que como perdedores na eleição presidencial, queriam mesmo era o afastamento daquela que foi eleita democraticamente.

Assistimos impavidamente, ladrões de carteirinha sendo acusados de desvio de recursos públicos e nada lhes acontecem, pois eles todos estão firmes e fortes do lado das instituições nada democrática e que estão ai prontas para as suas defesas.

O atual governo do interino, tenta desqualificar o SUS, acabar com o programa Mais Médicos, redução do programa minha casa minha vida, achatamento de salários (menos os das castas) aposentadoria com 70 anos, venda do nosso petróleo a preço de banana - faz sentido em um pais bananeiro - anúncios de que as universidades públicas poderão serem vendidas a grupos econômicos estrangeiros e para isso, com a ajuda da mídia já colocou em prática a desqualificação da qualidade do ensino.

 

Desmonte da Petrobras, a caminho de se desfazer do nosso manancial de água subterrânea onde temos os aquíferos mais volumosos do planeta, destruição de todas as conquistas sociais desde Vargas até aqui e assistimos tudo isso passivamente.

O maior erro de Dilma foi ter ganho uma eleição democrática e logo após a derrota, o bloco oposicionista resolveu que era hora de ir para às ruas não deixando de contar com aquela "preciosa" ajuda externa que deve ter enchido os bolsos de muita gente para financiar as passeatas, a mídia, os ratos congressistas e toda a camarilha que navega no barco do golpe.

Os Estados Unidos querem o nosso petróleo, e todas as nossas riquezas e o país fora dos BRICS ou enfraquecido dentro dele.

 

O exemplo turco

Na Turquia houve uma tentativa de golpe pelas forças armadas contra o presidente Erdogan (que não é flor que se cheire) e vimos o povo ir para as ruas e peitar as forças golpistas, retirando soldados dentro dos tanques e veículos militares e na maioria das vezes lhes enchendo de porrada em plena via pública.

Vimos partidos perseguidos por Erdogan como o partido curdo e o partido comunista, adversários históricos do governo a se posicionarem contra o golpe e apoiando o governo.

O partido comunista divulgou nota de que era adversário de Erdogan, não podia compactuar com o golpe, pois o presidente tinha sido eleito pelo voto direto dos turcos e isso tinha de ser respeitado.

No Brasil aconteceu o contrário.

Perdedores e até mesmo alguns que ganharam a eleição ao lado governo Dilma como o PMDB, uniram-se e sacramentaram o golpe, que com certeza contou com o apoio em todas as instâncias como Forças Armadas que se autoproclama guardião dos interesses da nação e que não levantou a sua voz contra a implosão da democracia e passando por cima da constituição nacional, coisa que os militares sempre gostam de fazer.

Assim vemos um pais hoje desacreditado no mundo, um povo imbecilizado, oportunista, corrupto e querendo levar também a sua parte na roubalheira do espolio Brasil e um mundo perplexo com tudo isso e a se perguntar o que de fato aconteceu com o Brasil, cujo desenvolvimento apesar da recessão lá fora, sua economia se mostrava sólida, emprestou até dinheiro para o FMI quando no governo de FHC foi lá três vezes mendigar empréstimos, nossas grandes empresas, principalmente as empreiteiras com obras em todo mundo e de repente, tudo isso desmorona, quebraram as empresas, milhões de desempregados, crise forjada aqui e mostrando que o inferno era aqui e o paraíso lá fora, martelando que os 11 milhões de desempregados eram por culpa do governo, quando a Espanha com 46 milhões de habitantes tem mais de dez milhões desempregados, que toda União Européia com exceção da Alemanha esta completamente falida, que a China teve que rever sua projeção de PIB para baixo e que sacudiu a economia mundial, tudo isso foi descaradamente escondido por uma mídia que cuidava de tão corrupta quanto os vermes do poder e hoje, não se vê como antes estampada na mídia denúncias de corrupção apesar dela continuar agora mais aceleradamente, não se fala mais em crise e sim na destruição pura e simples de um país que ousou nesses últimos 14 anos ser grande e respeitado no mundo.

 

Mas que foi esquecido de um simples detalhe.

As tais instituições daqui não estão e nunca estiveram a serviço do país.

E o povo, o povo daqui não é o povo de alhures que pega golpista a mão e lhe cobre de porrada quando não pratica outros fins.

*Valter Xéu é diretor e editor de Pátria Latina e Irã News

 

 
9547
Loading. Please wait...

Fotos popular