Pravda.ru

Notícias » Desporto


UEFA 2008: Espanha 3 Rússia 0

26.06.2008 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 
UEFA 2008: Espanha 3 Rússia 0

Da zavtra, Rossiya!

Viena: Espanha 3 Rússia 0 A primeira parte pertenceu à Espanha, mas acabou sem golos. A segunda pertenceu à Espanha, que fustigou a baliza de Akinfeev três vezes sem resposta. No entanto, a jovem equipa da Rússia sai deste campeonato com a cabeça erguida, tendo feito muitos amigos ao mostrar um belo futebol de ataque. Superou todos os objectivos e acendeu a chama que esperamos ver brilhar na África do Sul em 2010.

Rússia começou o jogo a testar os flancos espanhóis mas as iniciativas foram sistematicamente bloqueadas, a primeira meia-hipotese aparecendo aos 15’ quando Roman Pavluchenko rematou centímetros ao lado de fora da área.

Até então, Espanha tinha ameaçado a baliza de Igor Akinfeev aos 6’, combinação entre David Silva, David Villa e Fernando Torres, que rematou à figura do guardião russo. Aos 11’, outra vez a dupla Silva-Villa, Akinfeev mais uma vez estava atento.

Rússia começou a estancar os ataques espanhóis sem que seu meio campo encontrasse maneiras de penetrar até à área defendida por Casillas, até aos aos 30’, Arshavin, muito vigiado durante toda a primeira parte, conseguiu servir Pavluchenko, que rematou ao lado do poste esquerdo.

Aos 34’, Villa teve de ser substituído por Fabregas, devido a lesão. A primeira parte terminou com um sabor amargo para a Rússia, cujo ataque brilhante e incisivo, vindo do fundo do meio campo, estava totalmente bloqueado.

A segunda parte terminou pior, com os três golos da Espanha. Aos 49’, Iniesta correu com a bola no flanco esquerdo e passou para Xavi Hernandez, a correr na direcção da baliza. 1-0.

Guus Hiddink tentou criar algum espaço tirando Senshov e Saenko aos 55’ e enviando para o campo Bilyaletdinov e Sychev.

Aos 62’, Sérgio Ramos, da direita, isolou Torres, que conectou com o joelho frente a Akinfeev. Luís Aragonês esgotou as substituições, chamando Xabi Alonso e Daniel Guiza, tirando Xavi Hernandez e Fernando Torres. Aos 70’, Akinfeev teve de fazer duas defesas seguidas e aos 73’, o segundo golo da Espanha. Contra ataque, Guiza. Aos 82’, assistência de Fabregas, o 3-0 por David Silva.

O primeiro remate russo à baliza de Casillas veio aos 88’ (Semak).

Nos dois jogos disputados entre estas equipas na fase final da UEFA 2008, Espanha venceu duas vezes, marcou 7, sofreu 1. Hoje (3-0), venceu e mereceu, tal como no dia 10 de Junho em Innsbruck (4-1). No entanto, neste campeonato, a Rússia convenceu. Superou por completo todos os objectivos e mostrou um belo futebol de ataque, organização em bloco e um espírito, garra e brio pouco comum no futebol deste nível. Por isso podemos dizer com toda a confiança Da zavtra, Rossiya! Até amanhã, Rússia!

Timothy BANCROFT-HINCHEY

PRAVDA.Ru

 
2918
Loading. Please wait...

Fotos popular