Pravda.ru

Notícias » Desporto


Sul-americano Cadetes Sub-17 em Montevideu

24.11.2006 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

VENEZUELA 76 – PARAGUAI 47

Os resultados dos cuartos foram os seguintes:

1 – VENEZUELA 17 – PARAGUAI 9

2 – VENEZUELA 37 – PARAGUAI 28

3 – VENEZUELA 60 – PARAGUAI 36

4 – VENEZUELA 76 – PARAGUAI 47

ARBITROS

Hector Uslenghi ( Uruguai )

Atilio Larrosa ( Uruguai )

Marcos Fornies ( Brasil )

Asistimos uma outra partida com muito ritmo e “pouca” cabeça.

As duas equipas jogaram do jeito que elas sabem, nesse ida e volta sem parar.

Mesmo que pareça privilegio dos adultos tem times como o caso da Argentina que as vezes “voam” ate a grande area dos 6,25 mas se por acaso a defesa estiver bem posicionada acabam colocando o freio na procura de mais uma chanche de arremesso.

Nos dois primeiros cuartos a Venezuela conseguiu uma vantagem interesante mas não tão importante para fechar o jogo.

Foram peças fundamentais para abrir essa diferença o Jhonny Suarez ( camisa 5 da vinotinto – ontem branca ) com 13 pontos e o Josmar Acevedo (9) como dos 37 sendo que do lado paraguayo houve a luta de sempre de todos os jogadores mas o destaque desta vez foi o Diego Barreiro (8) com 8 pontos.

Na segunda metade o Paraguai começou melhor levando a diferença para quatro pontos 33-37 mas logo o pneu furor e com parcial de 23-9 para a vinotinto acabou o terceiro cuarto com resultado 60-36.

No cuarto final o jogo virou “treino” pela diferença obtida pelos venezuelanos encerrando-o sem dificultades 76-47.

Nessa hora acabou se confirmando a partida pela quinta vaga dos paraguayos perante os chilenos nesta sexta 24 de novembro as 17 h.

Os moleques vinotinto comemoraram o triunfo no centro da cuadra segurando as mãos la acima e montando uma ceremonia intima.

BRASIL 70 – URUGUAI 64

Os resultados dos cuartos foram os seguintes:

1 – BRASIL 10 – URUGUAI 17

2 – BRASIL 33 – URUGUAI 27

3 – BRASIL 54 – URUGUAI 46

4 – BRASIL 70 – URUGUAI 64

ARBITROS

Mario Luz ( Argentina )

Kalil el Halah ( Venezuela )

Jose Carrasco ( Chile )

Inicio otimo para os uruguayos e mais um trabalho com qualidade do Bruno Fitipaldo na transportação e distribuição da bola com arremessos com sucesso que transformaram o camisa 8 no cestinha do primeiro quarto.

Deste 17 – 10 para os “celestes” os brasileiros (ontem camisa azul e numeros amarelos) ligaram o pisca-pisca ultrapasando o carro uruguayo num abrir e fechar de olhos levando o resultado para 18-27 ( 1-17 ) acabando o segundo quarto com vantagem para os visitantes 33-27.

Com certeza o responsable dessa virada foi, foi, foi eleeee…como fala o grande narrador brasileiro Galvão Bueno ) camisa 12, Andre de Sousa Silva.

O terceiro quarto foi dentro das mesmas caracteristicas “sem emoções” pois a diferença ia ficar igualzinha ate o instante do apito final que o Brasil consiguiu mais um arremesso de dos pontos mantando a reação “charrua”.

Faltando 5’ 09” Uruguai conseguiu se aproximar 55-59 fazendo a torcida explodir nas arquibancadas e as vezes nessa faixa de idade os moleques que vem de fora poderiam não resistir a pressão.

Mas não foi neste caso pois os “cachorros” do Cesar Glidetti tambem mostraram raça levando o resultado 63-56.

Com 1’ 12” na frente Uruguai voltou a ficar pertinho 68-64 com dois arremessos livres para o camisa 15 azul, Rodrigo de Jesús Silva.

Momento difícil para ele que tinha falhado nos primeiros sete livres sem pressão da torcida.

Resulta bom salientar comentarios que aconteceram durante a partida, desta vez dum icone do banquete brasileiro moderno, o Lula Ferreira.

No primeiro quarto na hora que Uruguai jogava melhor e ia na frente os arbitros apitaram a primeira falta dos uruguayos.

Foi quando o Lula pasou do lado da mesa do PRAVDA em portugues e muto calmo falou para os delegados da mesa de controlo nesse portunhol que ele treina sempre.

Sera que os senhores tem uma garrafa de vinho ?

Continuou logo…Temos que comemorar o apito dessa falta !!

Neste tipo de torneio visualizam-se empresarios de ficam de olho nos destaques tentando cativa-los com propostas interesantes para representa-los.

A onda sobe e desce e nem sempre aquele que joga bem nestas categorías continua craque ate se “aposentar”.

Uruguai encontrou um jogador como muito futuro e presente incrivel.

Trata-se do camisa 7, Miguel Barriola que foi mais uma vez destaque da equipa, mas agora perante o grande Brasil.

No banquete poderiamos dizer “apenas” com 1,90 m mas com uma raça impar ganhando bolas perante os 6 brasileiros acima dos 2 metros .

Jogador do Clube Trouville acabou de ganhar uma janta na Churrascaria El Tranvía de Santa Cecilia na cidade de Sampa no Brasil ( pois o dono uruguaio Ricardo Fontana, mora la faz trinta anos mas continua torcendo pelo Trouville ).

As partidas desta sexta 24 de novembro ficaram assim.

17 h – Chile x Paraguai

19 h – Brasil x Venezuela

21 h – Uruguai x Argentina ( para a Teve ).

Correspondente

Gustavo Espiñeira

Montevideo – Uruguai

Sexta 24 de novembro de 2006
 
5550
Loading. Please wait...

Fotos popular