Pravda.ru

Notícias » Desporto


Futebol: Inglaterra olha para o Futuro

19.07.2010 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 
Futebol: Inglaterra olha para o Futuro

Fabio Capello foi reconduzido como técnico da Inglaterra até 2012, após um péssimo desempenho na África do Sul, mas agora em um papel de servir como uma ponte antes que seu sucessor - inglês - é nomeado. Quem será este?


Sir Trevor Brooking, ex-médio de West Ham e Inglaterra e agora director do Desenvolvimento do Futebol, foi fundamental para a recondução do treinador italiano Fabio Capello como técnico da Inglaterra depois que a equipe caiu da FIFA 2010 na África do Sul Copa do Mundo depois de atingir os oitavos-de-final. No entanto, o trabalho é visto agora como uma ponte para a nomeação de um treinador inglês, depois de os experimentos com Sven Goran Eriksson e Fabio Capello não conseguirem produzir o resultado desejado.


Como Sir Trevor afirma: "Nós não ganhamos nada há 44 anos". As razões?


Em entrevista à BBC Radio 5, o ex-médio da Inglaterra afirmou que a Alemanha, Holanda e Espanha investiram em treinamento e desenvolvimento dos jogadores há uma década atrás, e agora estão a gozar o resultado. Identificando o principal problema da equipe na Inglaterra, Sir Trevor Brooking, disse que, enquanto anteriormente, um jogador de 17 ou 18 anos poderia entrar no primeiro time dum clube da Primeira Divisão (equivalente à atual Premier League) hoje o talento não existe , e os clubes têm jogadores internacionais experientes mais qualificados para justificar as 750 mil libras esterlinas em prémios para cada lugar.


Os nomes? Stuart Pearce, encarregado da seleção sub-21, Alan Shearer e Harry Redknapp do Tottenham.


Sir Alex Ferguson disse que não!


Entretanto, foi revelado que ao treinador do Manchester United, Sir Alex Ferguson, foi oferecido duas vezes a posição de treinar Inglaterra e duas vezes disse que não. Em declarações a uma emissora de TV canadense em torneio norte-americano, o escocês de 68 anos, disse "É um presente envenenado". Acredita-se foi-lhe oferecido o cargo em 1996, depois de Terry Venables sair, e novamente em 1999, na sequência da renúncia de Glen Hoddle.


Para Ferguson, “Eu acho que é um trabalho terrível, além do fato de que eu teria uma tremenda desvantagem em ser escocês”.


Aleksei Federov
PRAVDA.Ru

 
2399
Loading. Please wait...

Fotos popular