Pravda.ru

Notícias » Desporto


Angola: Fábrica de Sabão e Fundação de Inovação Africana recebem especialistas

06.06.2018 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 
Angola: Fábrica de Sabão e Fundação de Inovação Africana recebem especialistas. 28899.jpeg

Angola: Fábrica de Sabão e Fundação de Inovação Africana recebem especialistas

Fábrica de Sabão e Fundação de Inovação Africana recebem especialistas e influenciadores de inovação da áfrica e da diáspora

* Os membros do Júri do IPA2018 reuniram-se em Luanda para rever e pré-selecionar as prestigiadas submissões do Prémio de Inovação para África (IPA).

* As actividades de uma semana incluíram um workshop sobre a apresentação de candidaturas vencedoras do IPA e discussões informais entre membros do Júri do IPA 2018 e facilitadores de inovação angolanos na construção de ecossistemas de inovação inclusiva em África.

Luanda, Angola, 5 de junho de 2018 - Fábrica de Sabão, em colaboração com a African Innovation Foundation (AIF), organizou uma série de atividades de nicho, com a duração de uma semana, destinadas a facilitar oportunidades de colaboração entre inovadores locais e facilitadores de inovação. O evento decorreu em paralelo com a sessão de avaliação do IPA2018, destinada a pré-selecionar as propostas do prestigioso Prêmio de Inovação para África (IPA), que será outorgado este ano em Kigali, Ruanda, de 11 a 12 de outubro.

Para os membros do júri do IPA2018, composto por especialistas em inovação e influenciadores de toda a África e da diáspora, foi uma oportunidade para testemunhar os principais desenvolvimentos no emergente ecossistema de inovação de Angola e observar como, centros como a Fábrica de Sabão estão a trabalhar para reduzir o fosso entre o sector formal e o informal, impulsionando a inovação baseada nas necessidades.

Entre os principais influenciadores da inovação presentes estiveram Aminata Garba, professora assistente do Departamento de Engenharia Elétrica e de Computação da Universidade Carnegie Mellon, na África; Dick Kamugasha, diretor do Centro de Desenvolvimento Tecnológico do Instituto de Pesquisa Industrial de Uganda (UIRI); Éliane Ubalijoro, Professora de Prática, Parcerias do Setor Público-Privado no Instituto para o Estudo do Desenvolvimento Internacional da Universidade McGill no Canadá; Kaburo Kobia, mentor de liderança regional do YALI, programa do Centro Leste da África e Yacouba Diawara, directora do escritório do programa NBL do Departamento de Energia dos EUA.

Aproveitando a presença do ilustre painel de juízes em Luanda, a AIF liderou discussões sobre a importância de investir em ecossistemas de inovação inclusivos e de identificar oportunidades

para galvanizar o apoio ao crescente grupo de inovadores do continente. Para o Governo angolano, representado pelo secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação, Domingos da Silva Neto, a discussão foi uma magnífica oportunidade de interação entre o seu ministério, os mentores e actores focados na inovação no apoio à promoção do empreendedorismo em Angola.

"Esse tipo de evento pode contribuir para a melhoria do ecossistema de inovação, desde a fase de atração de ideias até a elaboração de projectos e a transferência de resultados para implantar a inovação nas empresas angolanas", afirmou o Sr. Neto.

Durante a discussão, os participantes fizeram recomendações sobre questões fundamentais que continuam a impedir a promoção da inovação no continente africano, incluindo a necessidade de promover a inovação em todos os segmentos da população, como mulheres, jovens e pessoas que vivem em áreas desfavorecidas; o fortalecimento de parcerias internas e regionais para a promoção e o reforço de boas práticas inovadoras; a promoção da pesquisa e a garantia de que a produção da pesquisa seja capitalizada; facilitar a colaboração entre pesquisadores e inovadores de base e a necessidade de adotar políticas que catalisem o apoio financeiro e a transformação de valiosas criações de invenções que estão surgindo em Angola e no continente em geral para a industrialização e criação de novos empregos.

Pauline Mujawamariya Koelbl, Directora Geral, da African Innovation Foundation, afirmou: "O crescimento impulsionado pela inovação é crucial para a transformação socioeconómica em curso na África. Por conseguinte, é necessário investir em ecossistemas de inovação inclusivos e incentivar a colaboração inter-regional entre os facilitadores da inovação africana. A apresentação de uma audiência pan-africana e da diáspora num ambiente como a Fábrica de Sabão permitiu uma excelente oportunidade para destacar os principais desenvolvimentos no emergente ecossistema de inovação de Angola, identificar sinergias estratégicas e mostrar como ecossistemas de inovação inclusivos como o Fábrica são necessários para promover o crescimento sustentável para os Africanos de todas raças e credo."

Ao percorrer as instalações da Fábrica de Sabão, os participantes puderam observar em primeira mão como o hub foi projectado para apoiar o crescimento inclusivo liderado pela inovação em Angola. Localizado no coração de uma das maiores e mais densamente povoada zona do país, o hub é composto por um espaço de co-working, Incubadora, Acceleradora, MakerSpace e Conector cultural. É um ecossistema de inovação único que facilita o conhecimento, o desenvolvimento de capacidades, a orientação e o intercâmbio criativo para impulsionar as necessidades de inovação entre todas as populações angolanas. Actualmente, o hub conta com uma série de empresas de nicho em seu programa de incubadoras, que vão desde a produção de móveis reciclados, tecnologia e artesanato artesanal.

Comentando sobre os eventos, Manuela Ngana, Directora da instituição disse: "A Fábrica de Sabão é única em sua abordagem e é projectada para incluir todos os segmentos da sociedade, incluindo mulheres e jovens que estão entre as comunidades mais vulneráveis. O hub incentiva todas as formas de inovação e empreendedorismo baseadas em necessidades. Por meio de nossa parceria com a AIF, queremos mostrar ao público regional e internacional que esse é um modelo de ecossistema de inovação que pode ser replicado em todo o continente para estimular a diversificação econômica e o crescimento inclusivo. "

Num esforço para aumentar a consciencialização e entusiasmo para o IPA2018 e actrair maior participação de inovadores angolanos para a edição de 2019 e mais além, a AIF também organizou um workshop sobre como apresentar uma candidatura vencedora. O workshop contou com a participação de vários aspirantes a inovadores angolanos e quadros superiores do Ministério da Indústria e Educação, Tecnologia e Ciência.

Sobre a Fábrica de Sabão

Onde antes havia uma fábrica de sabão abandonada, agora encontra-se um centro vibrante e emergente de inovação sustentável, e empreendedorismo em Angola. A Fábrica de Sabão (FdS) é o primeiro centro de inovação de Angola, concebido para os angolanos se conectarem, aprenderem, criarem e crescerem. É um ecossistema emergente projetado para superar os desafios da educação e impulsionar a inclusão socioeconômica e o crescimento em todos os níveis da sociedade. O FdS é um híbrido de hubs de incubadoras e aceleradoras, espaços de co-working e maker e uma plataforma de intercâmbio cultural. Em breve terá a sua própria estação de rádio local e um programa de residência para mentores e artistas visitantes. Desde a criação de novas startups africanas até o apoio a manufatura urbana de nicho, o hub reunirá especialistas e mentores de todo o mundo para compartilhar conhecimento, aproveitar ideias criativas em resultados tangíveis e ajudar a lançar negócios sustentáveis em Angola www.fabricadesabao.co.ao

Sobre a African Innovation Foundation

A African Innovation Foundation (AIF) trabalha para aumentar a prosperidade dos africanos, catalisando o espírito de inovação em África.

 

 
9858
Loading. Please wait...

Fotos popular