Pravda.ru

Notícias » Desporto


Bomba geoestratégica para os EUA

06.05.2014 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 
Bomba geoestratégica para os EUA. 20266.jpeg

Rússia e China preparam canal interoceânico na Nicarágua - A parceria entre a Rússia, China e Nicarágua, para a construção de um canal interoceânico ligando o Atlântico ao Pacifico é uma poderosa bomba geoestratégica para os EUA, diz o escritor russo Alexander Projánov. 


À medida que aumenta as ameaças de invasão da Nicarágua pelos EUA, no norte do país, a Nicarágua assinou um acordo com Moscou em que navios de guerra russos que navegam nas águas do Mar do Caribe. E também que bombardeiros russos de longo alcance podem aterrissar na capital, Manágua, explica o especialista citado pelo Izvestia. 

Recentemente, após uma reunião com o chanceler russo, Sergey Lavrov, o presidente da Nicarágua, Daniel Ortega destacou a posição continua do seu país em apoiar a Rússia na resolução pacífica dos conflitos no Oriente Médio, e na Ucrânia e rechaça categoricamente a política de sanções e os padrões duplos de moralidade estabelecidos pelos EUA. Projánov diz ser improvável que a presença de navios e aviões russos na região venha provocar confrontos militares. A única coisa que é certa é o fato de que a abordagem da China e da própria Rússia está assustando o Ocidente, acrescentou o escritor russo.  A Nicarágua convidou empresas da China e da Rússia para que em parceria com o governo nicaraguense elas comecem a construir este canal, cujas obras deverão ser iniciadas no final deste ano e concluídas na sua totalidade em 2019. 

 Com uma profundidade de 27 metros, uma largura de 83 metros e um comprimento de 286 km, o canal da Nicarágua deverá ser o mais profundo, mais amplo e mais longo do que o seu homólogo no Panamá e terá um custo menor do que a construção o canal construído pelos EUA no Panamá. Dois portos, uma na costa do Pacífico, e o outro na costa atlântica, aeroportos, tudo isso vem formar a grande capacidade do canal que oferecerá a possibilidade de economizar até 10 dias, em comparação com o do Panamá. E esta é uma grande economia, uma grande atração e uma grande competição, disse Projánov.  "E agora, as empresas russas e chinesas começam a atuar em uma área perto dos Estados Unidos. claro, isso não é agradável para os americanos", disse ele.   

O diretor do Instituto Nacional de Energia da Rússia, Sergey Pravosúdov, por sua vez, disse que o canal da Nicarágua enfraquecer consideravelmente a posição dos EUA, causando um duro golpe para o prestígio de Washington na região."Os EUA controla os principais pontos das rotas marítimas do Canal do Panamá, o Canal de Suez e as principais rotas comerciais através de Singapura, Gibraltar, etc. Portanto, para EUA o surgimento de uma rota alternativa é um desafio direto", diz Pravosúdov citado pelo 'Svobodnaya Pressa'.

Texto completo em: http://actualidad.rt.com/actualidad/view/126924-bomba-geoestrategica-eeuu-canal-nicaragua Tradução: Valter Xéuhttp://www.patrialatina.com.br/editorias.php?idprog=e3be1c8a8a04cde774ab30e06a41b5b2&cod=13597

 
3748
Loading. Please wait...

Fotos popular