Pravda.ru

Notícias » Desporto


Agenda Mundial de Desenvolvimento

03.06.2013 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 
Agenda Mundial de Desenvolvimento. 18307.jpeg

Agenda Mundial de Desenvolvimento

PAINEL DE ALTO NÍVEL REVELA RECOMENDAÇÕES
PARA A PRÓXIMA AGENDA MUNDIAL DE DESENVOLVIMENTO
Pessoas Eminentes de todo o mundo exigem uma nova parceria global para erradicar a pobreza e transformar as economias através do desenvolvimento sustentável

(30 de Maio de 2013, Nova Iorque) O Painel de Alto Nível sobre a Agenda de Desenvolvimento Pós-2015 lançou hoje "Uma nova parceria global: erradicar a pobreza e transformar as economias através do desenvolvimento sustentável", um relatório que define a agenda universal para erradicar a pobreza extrema da face da terra em 2030, e cumprir a promessa de um desenvolvimento sustentável. O relatório apela ao mundo para reunir em torno de uma nova parceria global que ofereça esperança e um papel para cada pessoa no mundo.

O painel foi estabelecido pelo Secretário-Geral da Organização das Nações Unidas, Ban Ki-moon, e co-presidido pelo presidente da Indonésia, Susilo Bambang Yudhoyono, a presidente da Libéria, Ellen Johnson Sirleaf e o primeiro-ministro do Reino Unido, David Cameron.
O presidente da Indonésia, disse: "Além de registar contributos e sugestões de tantas fontes quanto possível, o facto mais notável deste relatório é que todos nós, os membros do painel e co-presidentes, fomos capazes de superar o interesse nacional e abordar as questões da Parceria Global e do Desenvolvimento Sustentável questões, a partir de uma perspectiva verdadeiramente universal ".

A presidente da Libéria disse: "Este relatório do Painel de Alto Nível é o produto de uma intensa consulta global nove meses, enriquecido com os pontos de vista dos governos, sociedade civil, academia e do setor privado. Juntos e em consulta com uma ampla gama de atores, considerámos os desafios do século 21, desafios como o crescimento económico insustentável, os conflitos e as mudanças climáticas, mas também identificámos oportunidades, tais como as tecnologias modernas e coligações inovadoras. Este relatório apresenta uma nova visão para um mundo equipado para enfrentar os obstáculos para o desenvolvimento humano e para aproveitar novas oportunidades. Esperamos que ele revele um valioso contributo para a conversa global sobre a agenda de desenvolvimento pós-2015 e que os princípios e mudanças que identificamos ajude a estruturar o diálogo em curso. "

O primeiro-ministro do Reino Unido, disse: "Este relatório apresenta um roteiro claro para erradicar a pobreza extrema até 2030. Precisamos de uma nova parceria global, para terminar o trabalho sobre os atuais Objetivos de Desenvolvimento do Milénio, combater as causas subjacentes da pobreza e promover o desenvolvimento sustentável. "

O Roteiro

No relatório, o Painel apela a que os novos objetivos pós-2015 conduzam a cinco grandes mudanças transformadoras:

  • Não deixar ninguém para trás. Depois de 2015, devemos passar da redução para a eliminação da pobreza extrema, em todas as suas formas. Devemos assegurar-nos a que nenhuma pessoa - independentemente da etnia, género, geografia, deficiência, raça ou qualquer outra condição - lhe sejam negadas oportunidades económicas fundamentais e os direitos humanos.

 

  • Colocar o Desenvolvimento Sustentável no Centro. Temos de integrar as dimensões social, económica e ambiental da sustentabilidade. Devemos agir agora para diminuir o ritmo alarmante de mudanças climáticas e degradação ambiental, que representam ameaças sem precedentes para a humanidade.

 

  • Transformar as economias para o Emprego e o Crescimento Inclusivo. A transformação económica profunda pode acabar com a pobreza extrema e melhorar os meios de subsistência, por tirar partido da inovação, da tecnologia e do potencial do negócio. Economias mais diversificadas, com oportunidades iguais para todos, podem conduzir à inclusão social, especialmente dos jovens, e promover o consumo sustentável e os padrões de produção.

 

  • Construir a Paz e Instituições eficiente, abertas e responsáveis para todos. Liberdade de conflito e violência é o direito humano mais fundamental, e a base essencial para a construção de sociedades pacíficas e prósperas. Ao mesmo tempo, as pessoas de todo o mundo esperam que os seus governos sejam honestos, responsáveis e sensíveis às suas necessidades. Estamos a apelar a uma mudança fundamental - reconhecer a paz e a boa governação como um elemento central do bem-estar, e não um extra opcional.

 

  • Forjar uma nova parceria global. Um novo espírito de solidariedade, cooperação e responsabilidade mútua devem nortear a agenda pós-2015. Esta nova parceria deve ser baseada numa compreensão comum da nossa humanidade compartilhada, baseada no respeito mútuo e no benefício mútuo. Ela deve ser centrada em torno de pessoas, incluindo as pessoas afectadas pela pobreza e exclusão, mulheres, jovens, idosos, pessoas com deficiência, e os povos indígenas. Deve incluir as organizações da sociedade civil, instituições multilaterais, governos locais e nacionais, a comunidade científica e académica, empresas e filantropia privada.


Para ver o relatório e para mais informações sobre o painel, visite www.post2015hlp.org

Notas aos editores

O Processo
O relatório baseia-se nos avanços históricos dos Objetivos de Desenvolvimento do Milénio. Ele também aproveita a incrível paixão e diversidade de vozes ouvidas nas consultas do painel com as pessoas ao redor do globo. O Painel interagiu com mais de 5.000 grupos da sociedade civil de 121 países no desenvolvimento das suas recomendações.
O relatório foi apresentado no dia 30 de Maio 2013 ao Secretário-Geral das Nações Unidas, como um contributo para o processo de consultas conduzidas pela ONU na elaboração de agenda de desenvolvimento para suceder aos Objetivos de Desenvolvimento do Milénio após o prazo de 2015 para a sua realização. O Secretário-Geral deverá apresentar sua própria visão para a agenda de desenvolvimento próximo do mundo de Estados membros da ONU, em setembro de 2013.



Os membros do Painel
Os membros do painel são:

Sua Excelência Dr. Susilo Bambang Yudhoyono, presidente da Indonésia, Co-Chair
Sua Excelência a Sra. Ellen Johnson Sirleaf, presidente da Libéria, Co-Chair

O Honorável David Cameron, MP, Primeiro-Ministro do Reino Unido, Co-Chair

H.M. Rainha Rania Al Abdullah da Jordânia

Gisela Alonso, Cuba
Fulbert Gero Amoussouga, Benin
Abhijit Banerjee, na Índia
Gunilla Carlsson, Suécia
Patricia Espinosa, do México
Maria Angela Holguin, na Colômbia
Naoto Kan, o Japão
Tawakkol Karman, Iêmen
Sung-Hwan Kim, República da Coreia
Horst Köhler, Alemanha
Graça Machel, Moçambique
Betty Maina, Kenya
Elvira Nabiullina, Federação Russa
Ngozi Okonjo-Iweala, a Nigéria
Andris Piebalgs, Letônia
Emilia Pires, Timor-Leste
John Podesta, Estados Unidos da América
Paul Polman, Holanda
Jean-Michel Severino, França
Izabella Teixeira, o Brasil
Kadir Topbas, Turquia
Yingfan Wang, China

Amina J. Mohammed, membro ex-officio do Painel

Foto: Alfobre.blogspot.com


 
8756
Loading. Please wait...

Fotos popular