Pravda.ru

Notícias » Desporto


Vólei: Itália supera Brasil

02.08.2011 | Fonte de informações:

Pravda.ru

 

Vôlei: MVólei: Itália supera Brasil. 15396.jpegundial feminino júnior - Brasil perde com Itália 1 x 3 e vira vice em Lima

Às 20:52 h (Peru) no Complexo Esportivo Eduardo Dibós limenho, Brasil ficou com a Prata no Mundial Feminino Júnior de Vôlei, perdendo das italianas 3 x 1 e espelhando o resultado do primeiro confronto entre as duas seleções que acabou com o mesmo resultado em favor do time do Luis Omar de Moura.

1º BRA 25 x 21 - 2º ITA 25 x 13 - 3º ITA 25 x 20 - 4º 25 x 22

Mais uma vez, acompanhamos o jogo pela net acessando o link da rede Frecuencia Latina TV do Peru que acabou sendo o Canal do Vôlei...pois esse foi o ditado !!!

As brasileiras chegaram no jogo final com várias vitórias em cachoeira e candidataram-se para o Ouro pela valia do jogo mas do outro lado da rede tínhamos as "tanas" que iam fazer mais um último esforço em prol dessa vitória que lhes desse o caneco de Campeãs do Mundo da categoria.

As italianas conquistaram o título européio e chegaram no Peru com duas gigantes de 2,02 m vestindo as camisas "1" e "13" da Azzurri e no final do torneio começaram evoluir no estilo de jogo e segundo os colegas peruanos acabaram virando a grata surpresa do Mundial.

As campanhas dos times finalistas nas últimas partidas até a prévia da grande final foram as seguintes:

Sexta 22 de Julho - 16:15 h (Peru) - Em Lima

Brasil 3 x Itália 1

Sábado 23 de Julho - 11:15 h (Peru) - Em Lima

Itália 3 x Cuba 0

Terça 26 de Julho - 18 h (Peru) - Em Trujillo

Brasil 3 x Bélgica 0

Terça 26 de Julho - 20 h (Peru) - Em Lima

Itália 3 x Peru 0

Quinta 28 de Julho - 18 h (Peru) - Em Trujillo

Brasil 3 x China 0

Sexta 29 de Julho - 20 h (Peru) - Em Lima

Itália 3 x República Dominicana 1

Sábado 30 de Julho - 15 h (Peru) - Em Lima

Itália 3 x China 0

Sábado 30 de Julho - 17 h (Peru) - Em Lima

Brasil 3 x EUA 2

Quanto teve a ver com o jogo final, o início foi às 18:59 h (Peru) e Brasil começou na vanguarda vencendo o primeiro set 25 x 21 em 26 minutos com evolução do placar que foi a seguinte:

1º SET - BRASIL 25 x ITÁLIA 21

BRA x ITA - (0 x 1), (1 x 1), (2 x 1), (2 x 2), (3 x 2), (4 x 2), (5 x 2), (5 x 3), (6 x 3), (6 x 4), (6 x 5), (7 x 5), (7 x 6), (8 x 6) (1º Tempo Técnico), (8 x 7), (8 x 8), (8 x 9), (8 x 10), (8 x 11), (8 x 12), (9 x 12), (9 x 13), (9 x 14), (10 x 14), (10 x 15), (11 x 15), (12 x 15), (12 x 16) (2º Tempo Técnico), (13 x 16), (13 x 17), (13 x 18) (Tempo Brasil), (14 x 18), (15 x 18), (16 x 18), (17 x 18) (Tempo Itália), (18 x 18), (19 x 18), (19 x 19), (20 x 19), (21 x 19) (Tempo Itália), (22 x 19), (22 x 20), (23 x 20), (24 x 20), (24 x 21), (25 x 21).

2º SET - ITÁLIA 25 x BRASIL 13

BRA x ITA - (0 x 1), (0 x 2), (0 x 3), (0 x 4) (Tempo Brasil), (1 x 4), (1 x 5), (1 x 6), (2 x 6), (2 x 7), (3 x 7), (3 x 8) (Tempo Brasil), (3 x 9), (4 x 9), (4 x 10), (4 x 11), (4 x 12) (Tempo Brasil), (4 x 13), (4 x 14), (5 x 14), (6 x 14), (7 x 14), (7 x 15), (7 x 16), (2º Tempo Técnico), (8 x 16), (8 x 17), (8 x 18), (9 x 18), (9 x 19), (9 x 20), (9 x 21), (10 x 21), (11 x 21), (11 x 22), (12 x 22), (12 x 23), (13 x 23), (13 x 24), (13 x 25). Tempo do set: 20 min.

3º SET - ITÁLIA 25 x BRASIL 20

BRA x ITA - (1 x 0), (1 x 1), (2 x 1), (2 x 2), (2 x 3), (2 x 4) (Tempo Brasil), (2 x 5), (3 x 5), (4 x 5), (5 x 5), (6 x 5), (6 x 6), (7 x 6), (8 x 6) (1º Tempo Técnico), (8 x 7), (9 x 7), (9 x 8), (9 x 9), (10 x 9), (10 x 10), (11 x 10), (12 x 10), (12 x 11), (13 x 11), (14 x 11), (14 x 12), (14 x 13), (14 x 14), (15 x 14), (16 x 14), (2º Tempo Técnico), (16 x 15), (16 x 16), (16 x 17), (16 x 18) (Tempo Brasil), (16 x 19), (16 x 20), (17 x 20), (17 x 21), (17 x 22), (17 x 23), (18 x 23), (18 x 24), (19 x 24), (20 x 24), (20 x 25). Tempo do set: 26 min.

4º SET - ITÁLIA 25 x BRASIL 22

BRA x ITA - (0 x 1), (0 x 2), (1 x 2), (1 x 3), (2 x 3), (2 x 4), (2 x 5) (Tempo Brasil), (3 x 5), (3 x 6), (4 x 6), (4 x 7), (5 x 7), (6 x 7), (7 x 7), (7 x 8) (1º Tempo Técnico), (8 x 8), (8 x 9), (9 x 9), (10 x 9), (10 x 10), (11 x 10), (11 x 11), (12 x 11), (12 x 12), (12 x 13), (12 x 14) (Tempo Brasil), (13 x 14), (13 x 15, (14 x 15), (15 x 15), (15 x 16) (2º Tempo Técnico), (16 x 16), (17 x 16), (17 x 17), (17 x 18), (17 x 19), (17 x 20), (17 x 21), (18 x 21), (19 x 21) (Tempo Itália), (20 x 21), (20 x 22), (20 x 23), (21 x 23), (21 x 24), (22 x 24), (22 x 25). O jogo acabou 20:52 h (fuso horário peruano).

Os árbitros, o chinês e o Walter Vera.

A vitória das "azzurri" se sustentou na valia do jogo de algumas jogadoras fundamentais sob chefia do Marco Mencarelli como foram a Letizia Camera, Silvia Lotti, Bertone, Pisani, Libero, Né, Bianchini, Alberti, Vietti, Nd Scarabelli, Baggi, Zardo, Valentina Diouf e Caterina Bosetti.

Uma flâmula tricolor italiana, movimentada pela "aragem" da corrida sem senso das jogadoras e com ar de vitória foi segurada pelas meninas pelo cabo.

As brasileiras que participaram no jogo foram a (10) Samara, (11) Priscila, (02) Sthefanie, (03) Francyne, (09) Ana Beatriz, (11), Janaina, Isabella e (06) Carô Fleitas.

Salientar que as versões dos hinos no início da partida, foram tão breves que só para ter uma idéia, o brasileiro acabou após do...BRADO RETUMBANTE...foi mutilado...

Numa data inesquecível para às "azzurri", o coliseu Eduardo Dibós, localizado nas Avenidas Primavera e Angamos no bairro San Borja com lotação para 5 mil pessoas foi o palco dos sonhos das azuis.

O resto das delegações contornaram a quadra no anel mais perto, como público privilegiado no aguardo da hora da Cerimônia de Encerramento.

As duas seleções pularam na quadra com os uniformes históricos, Brasil, camisa amarela e calção azul e números azuis; Itália camisa azul, números brancos.

Já no final da transmissão da final, os microfones enfiaram na treinadora anfitriã, Natalia Málaga que ficou conforme com o rendimento do time peruano e confirmou que houve times mais  fortes que ficaram por cima das alvivermelhas.

Encerrou a reportagem com uma frase maravilhosa na hora de definir a valia das (dos) jogadoras (es) e quase com certeza querendo que aqueles que acreditam ser craques na prévia precisam confirmar logo nos grandes eventos.

"Os grandes jogadores, os vejo mais pequenos....e aqueles que são bons não os vejo", remarcou a treinadora loira Natalia Málaga querendo ministrar aula de humildade enfiando o dedo indicador para todos aqueles que acham que são grandes destaques sem ter atingido alvo nenhum. Também remarcou que a frase não é de autoria própria.

Em mais de uma oportunidade no decorrer da narração do jogo a partir do 2º Set, os comentaristas da tevê peruanas remarcaram que não percebiam como poderiam dar uma virada nesses resultados parciais as brasileiras...não foi sequer falta de raça senão que tem a ver com um dia maravilhoso das italianas e mais fraco das brasileiras, como poderia ter acontecido naquele 3 x 1 em favor do Brasil, alguns dias antes.

O treinador brasileiro, quem sabe percebendo que do jeito que tinham comentado os colegas peruanos, a virada ia ser impossível com o time titular, começou realizar alterações começando o rodízio das "reservas". Mesmo que houve alguns instantes de aproximação no placar, a vitória italiana nunca ficou comprometida.

O facho de luz desta vez focou-se nas Mediterrâneas com extrema justiça mas o Brasil não precisa mudar de faixa...pegou a faixa certa e os resultados vão chegar logo...mais de uma jogadora deste Mundial Júnior vai ser entroçada na escalação adulta daqui a alguns anos.

O PRAVDA parabeniza as azuis do Mediterrâneo pela vitória e pelo título de Campeãs do Mundo. Uma faixa pendurada numa das arquibancadas do Complexo Esportivo "Eduardo Dibós" de Lima, torceu antes do primeiro saque e ficou primorosa até a hora das comemorações...FORZA RAGAZZE !!!

SOTAQUE ESPORTIVO

http://sotaqueesportivo.blogspot.com/

FRECUENCIA LATINA TV

http://www.frecuencialatina.com/voley/

Gustavo Espiñeira

Correspondente PRAVDA.ru

Montevidéu - Uruguai

 
9655
Loading. Please wait...

Fotos popular